PUBLICIDADE

Alpine dispensa diretor-executivo Budkowski e abre portas para chegada de Szafnauer

A Alpine anunciou a saída do seu diretor-executivo, Marcin Budkowski, com efeito imediato. Laurent Rossi, CEO da equipe, assume a função do polonês de forma provisória

13 jan 2022 13h20
| atualizado às 13h29
ver comentários
Publicidade
Marcin Budkowski deixou a Alpine
Marcin Budkowski deixou a Alpine
Foto: Alpine F1 Team / Grande Prêmio

A Alpine anunciou mudança importante no seu corpo técnico na tarde desta quinta-feira (13). A escuderia baseada em Enstone definiu a dispensa de Marcin Budkowski, engenheiro polonês que desempenhava a função de diretor-executivo. Em seu lugar, Laurent Rossi, CEO da Alpine, vai desenvolver a função de forma provisória "e permitir a todos focar na preparação para a próxima temporada".

Formado pela Escola Politécnica de Paris em 1999, e pós-graduado em aeronáutica e aerodinâmica, Budkowski trabalhou como aerodinamicista da Prost GP em 2001. Depois, atuou na mesma função na Ferrari, entre 2002 e 2007. A carreira do polonês também abrangeu uma passagem longa pela McLaren, entre 2007 e 2014, e atuou como coordenador técnico e esportivo da FIA antes de voltar à Fórmula 1 como executivo da Renault, sendo uma das figuras-chave da transição para a Alpine.

A movimentação na equipe anglo-francesa vem dias depois de a Aston Martin anunciar a saída do romeno Otmar Szafnauer, que ocupava a chefia da equipe de Silverstone. O dirigente, desde o ano passado, vem sendo especulado como chefe da Alpine. A saída da Aston Martin e a dispensa de Budkowski por parte da equipe francesa abre, em definitivo, as portas para Szafnauer assumir o lugar do polonês em Enstone.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Alpine agora busca um nome para substituir Budkowski (Foto: Alpine)

Desde a compra da Aston Martin por parte de Lawrence Stroll, Szafnauer ganhou mais espaço e passou a ser o chefe e diretor-executivo do time, além de fundamental nos acordos recentes com a Mercedes. Ao longo de 2021, Szafnauer foi citado várias vezes como desejo maior da Alpine para chefiar o projeto na Fórmula 1 no lugar de Davide Brivio. A Aston Martin, entretanto, negou insistentemente que fosse o caso.

Em declaração protocolar, Rossi agradeceu a Marcin pelos serviços prestados. "Gostaria de agradecer a Marcin Budkowski pelo seu comprometimento e contribuição para os resultados da equipe ao longo dos últimos quatro anos".

"A equipe está totalmente focada em deixar o carro pronto para a primeira corrida, no Bahrein, e entregar um salto além em termos de performance", disse o CEO da Alpine.

Budkowski, por sua vez, agradeceu à Alpine/Renault por mais um ciclo em equipe na Fórmula 1. "Eu verdadeiramente curti ser parte da liderança da Renault e da Alpine, trabalhando com um grupo talentoso e dedicado de pessoas. Vou assistir à evolução da equipe ao longo das próximas temporadas".

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade