PUBLICIDADE

Albon perde chaves do carro e quase faz "viagem ao lixo" em primeira visita à Williams

Além de história curiosa, tailandês Alexander Albon se disse mais preparado para pilotar na Fórmula 1 em 2022 e se impressionou com tamanho das instalações da Williams

21 jan 2022 09h50
ver comentários
Publicidade
Alex Albon viveu fato inusitado em sua primeira visita à Williams
Alex Albon viveu fato inusitado em sua primeira visita à Williams
Foto: Williams / Grande Prêmio

VETTEL NO LUGAR DE HAMILTON: SERIA O MELHOR PARA MERCEDES NA F1?

Alexander Albon vai retornar à Fórmula 1 em 2022, dessa vez como piloto da Williams — mas ainda vinculado à Red Bull, equipe que o formou —, após um ano dedicado a ser piloto reserva dos taurinos. E o tailandês iniciou sua preparação para a pré-temporada visitando a fábrica da equipe britânica em Grove, na última quarta-feira (19), com direito a um fato inusitado: Albon perdeu as chaves de seu carro dentro das instalações da escuderia.

"Eu já perdi minhas chaves do carro no primeiro dia, mas nós conseguimos achar, o que foi ótimo", revelou Albon. "Eu achei que tivesse deixado [as chaves] na bandeja de comida, então estava quase olhando nas latas de lixo, mas por sorte elas estavam logo ao lado do sofá na sala de simulação. Então uma viagem ao lixo foi evitada", continuou o tailandês.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Alexander Albon formará dupla com Nicholas Latifi, que já está na Williams há duas temporadas (Foto: Williams)

Albon revelou que o objetivo da visita foi passar o dia conhecendo os membros da equipe individualmente e admitiu que se impressionou com o tamanho da fábrica de Grove, sede da Williams.

"Algumas pessoas veem a Williams como um time íntimo, mas é gigante", disse. "Existem muitas pessoas aqui, do marketing à aerodinâmica, da loja à contabilidade, é uma grande equipe. Eu vi muitas caras novas e não tenho certeza de que vou lembrar os nomes de todo mundo, mas foi ótimo conhecer todos", destacou.

"É um time com pessoas de todas as partes do mundo, e ainda existem muitos nomes que não consegui gravar, mas isso vai acontecer", prometeu Albon. "Além disso, eu pude conhecer meu lado da garagem em termos de engenharia e pelo trabalho no simulador. Nós conversamos sobre como fazer nosso negócio", explicou.

Além de ser piloto de testes da Red Bull, Albon competiu no DTM em 2021 (Foto: Red Bull Content Pool)

Por fim, o piloto tailandês afirmou que se sente bem mais tranquilo em relação ao trabalho a ser feito antes de sua reestreia na categoria do que se sentia anteriormente. Para Albon, isso é fruto da experiência que conseguiu adquirir em sua participação anterior na F1.

"Será meu terceiro ano na F1, mas sinto que ganhei muita experiência enquanto estive lá", disse. "Não sou um novato chegando agora, eu sei o que estou fazendo e o que quero. É ótimo pode trabalhar com essa equipe, que me escuta, nós vamos escutar uns aos outros e tentar obter o máximo possível desse carro", encerrou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade