PUBLICIDADE

Ainda sem formato aprovado, F1 projeta nome para corrida de sábado: superclassificação

A Fórmula 1 e suas equipes ainda não aprovaram o novo formato do final de semana com corrida de classificação antes das provas oficiais, mas já tem proposta para o nome: superclassificação

3 mar 2021
0comentários
Publicidade
A largada do GP de Portugal de 2020
A largada do GP de Portugal de 2020
Foto: Mercedes / Grande Prêmio

Superclassificação é o nome que a Fórmula 1 estuda para as sprint races, corridas curtas que podem ser disputadas em alguns dos sábados de etapas na temporada 2021. A proposta de um novo final de semana, com mais corrida, ainda não foi sequer aprovada pela categoria e pelas equipes, mas segue ganhando corpo, agora com um nome citado por Marcin Budkowski, da Alpine.

"As sprint races ou como quer que sejam chamadas, a superclassificação, isso significa entretenimento por três dias. Você classifica na sexta, corre sábado e corre de novo no domingo. Nós estaremos bem menos preparados nas classificações, mas, para os torcedores, são três dias incríveis. As equipes, às vezes, só ficam doidas pelo sucesso, para superarem as rivais, mas, no fim das contas, precisamos entreter o público. E isso vai ajudar, devemos tentar o novo formato", disse Budkowski, diretor-executivo da Alpine.

A ideia da F1 é que as corridas de classificação distribuam pontos aos oito primeiros, em um sistema que ainda não foi definido por completo. Seriam 100 km de distância, representando um terço da distância normal de um GP da categoria. Já a ordem de chegada da corrida sprint serviria como base para a largada da principal. Ou seja, sem uso de grid invertido, sugestão que nunca teve o apoio das grandes equipes.

Superclassificação? Sim, o nome parece ser assim (Foto: Red Bull Content Pool)

A corrida sprint aos sábados significa a classificação normal, com pilotos marcando voltas rápidas em busca da pole-position, sendo empurrada para sexta-feira. Um treino livre viria a ser cortado, deixando apenas dois - um na sexta-feira, outro no sábado.

"Nós precisamos ter certeza que exista uma diferença entre a celebração icônica da corrida de domingo, da tarde de domingo, que isso é um momento separado de outros. A celebração máxima tem de seguir na tarde de domingo e não no sábado", comentou o CEO da F1 Stefano Domenicali.

Ainda sem ter sido aprovada a proposta vai ganhando corpo e até a Ferrari, que costumeiramente vota contra novidades importantes na F1, já vê como uma "ideia promissora".

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade