PUBLICIDADE

Paretta projeta retorno à Indy em 2022 e diz: "Queremos correr o campeonato inteiro"

Depois de estrear na Indy logo nas 500 Milhas, a Paretta Autosport trabalha para retornar ao grid em 2022 e não descarta fazer uma temporada completa na categoria em breve

1 dez 2021 10h48
ver comentários
Publicidade
Beth Paretta, a dona da equipe Paretta Autosport, que estreia em 2021
Beth Paretta, a dona da equipe Paretta Autosport, que estreia em 2021
Foto: IndyCar / Grande Prêmio

O grid para a temporada 2022 da Indy continua se desenhando, com equipes definindo pilotos e os últimos detalhes. A Paretta Autosport, que estreou neste ano, ainda não deve fazer o campeonato completo, mas aguarda a oportunidade de voltar a acelerar nas 500 Milhas de Indianápolis.

Comandada por Beth Paretta, a equipe contou com Simona de Silverstro no comando do carro que andou em Indianápolis. Com mulheres em quase todas as áreas, o time pegou chassis emprestados pelo Juncos Racing e teve apoio da Penske para estrear na Indy e espera retornar em 2022

Com a divulgação recente da parceria entre Penske e Porsche no WEC e no IMSA, parte da equipe que trabalhou com a Paretta Autosport em 2021 foi remanejada para outra área. Com isso, o time busca novos parceiros para colocar o carro #16 na pista.

A Paretta Autosport estreou na Indy em Indianápolis (Foto: IndyCar)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Eu tenho opções e vamos analisar uma por uma agora. O plano original era continuar com a Penske e isso mudou quando eles entraram de cabeça no programa de hipercarros. O plano era fazer a Indy 500 e depois duas corridas fechando a temporada passada, mas a Juncos estava retornando, então ficamos só com Indianápolis", disse Paretta ao site Racer.

"Então, o objetivo para o próximo ano é fazer Indianápolis, só para começar. Eu possuo fundos para 2022 e tenho o compromisso com várias peças prontas para retornar. Mas também acho que ter nossa equipe no paddock pelo ano inteiro é o que a categoria precisa. Queremos correr o campeonato completo. Neste momento, estou construindo um longo e próspero caminho para a Paretta Autosport", seguiu.

Uma decisão para 2022 já foi tomada, que é a manutenção de Simona De Silvestro. "Sempre tive essa opção, ela está sob nosso contrato. A Simona fez um grande trabalho, classificando um carro que não era tão rápido quanto ela merecia, mas vimos a vontade e a luta dela durante todo o tempo", afirmou a dirigente.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade