PUBLICIDADE

Palou celebra primeiro título na Indy em Long Beach: "O sonho está completo"

Álex Palou refletiu sobre a grande temporada que teve com a Ganassi e que rendeu título. Espanhol afirma que sonho foi realizado e já mira bicampeonato em 2022

26 set 2021 19h21
ver comentários
Publicidade
Álex Palou levantou o título da Indy em Long Beach
Álex Palou levantou o título da Indy em Long Beach
Foto: Indycar / Grande Prêmio

Álex Palou é campeão da Indy 2021. Com o quarto lugar no GP de Long Beach, disputado neste domingo (26), o espanhol se tornou inalcançável e conquistou o título da categoria pela primeira vez, e apenas em sua segunda temporada disputando o campeonato.

Em ano de vitórias no Alabama, Elkhart Lake e Portland, Palou agradeceu a equipe por realizar o feito. O piloto de 24 anos se tornou o primeiro espanhol a ser campeão da Indy.

"Que corrida, que ano, que temporada! Este time é incrível, não sei o que dizer, estou super orgulhoso de fazer parte da Ganassi. Muito feliz, não consigo agradecer a todos o suficiente por tornarem isso possível, especialmente o Chip Ganassi, minha família e meus agentes", disse. "Estou super orgulhoso de ser campeão com a oportunidade que me deram", seguiu em entrevista à NBCSN.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Álex Palou se sagrou campeão da Indy em Long Beach
Álex Palou se sagrou campeão da Indy em Long Beach
Foto: Indycar / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Em 2019, Palou chamou a atenção pelo ótimo desempenho na categoria japonesa Super Fórmula, onde disputou o título até o final e ficou no terceiro lugar. A performance impulsionou o espanhol para buscar uma vaga na Indy, e dois anos depois veio o título.

"Foram bons momentos, eu sentia que estava vivendo meu sonho, agora é mais especial. O que me trouxe aqui foi todas as equipes que me apoiaram até aqui, meus companheiros foram incríveis. Estou muito feliz. O sonho está completo, vamos atrás de mais um", concluiu.

HAMILTON, 100 VITÓRIAS NA F1! VERSTAPPEN, 2°! NORRIS, PECADO! A ANÁLISE DO GP DA RÚSSIA | Briefing

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade