PUBLICIDADE

O'Ward "não diria não" se tivesse chance na F1, mas avisa: "Que seja como campeão da Indy"

Pato O'Ward deixou claro que tem a Fórmula 1 como um sonho e não descartou a possibilidade de mudar de categoria se tiver a chance. Mas, primeiro, quer se consolidar e chegar ao topo na Indy

7 mai 2021 06h29
ver comentários
Publicidade
Pato O'Ward quebrou um longo jejum de vitórias do México na Indy
Pato O'Ward quebrou um longo jejum de vitórias do México na Indy
Foto: McLaren / Grande Prêmio

Dias após garantir foco na Indy, Pato O'Ward, piloto da McLaren na categoria norte-americana, revelou que, no fim das contas, a F1 segue sendo um sonho. O mexicano, que conseguiu sua primeira vitória nos Estados Unidos no GP do Texas 2, realizado no último domingo (2), deixou claro que a possibilidade de correr na Fórmula 1 não pode ser descartada. Antes, porém, Pato avisou que tem como meta buscar o título da Indy.

O'Ward, que em uma aposta recente ganhou de Zak Brown, CEO da equipe, a chance de testar o carro da McLaren nos testes de fim de ano, em Abu Dhabi, relembrou a oportunidade e definiu como uma chance única na vida ver a F1 bater em sua porta.

"Estou muito contente onde estou agora, mas sendo muito, honesto, se o Zak [Brown] me oferecer uma vaga na McLaren na Fórmula 1, não diria não. Porque a Fórmula 1 e essas oportunidades não chegam sempre, e nós, pilotos, só temos uma chance para consegui-la. Agora estou focado na Indy, mas se no futuro quiserem me passar da Indy para a F1, aceitaria a oportunidade", disse O'Ward em entrevista coletiva.

"Estou muito feliz porque vou testar o carro de 2021 em Abu Dhabi. Será uma grande experiência. Não estou em posição de dizer que não vou para a F1 por cinco anos, por exemplo. Se essa porta se abrir, aceitarei, mas espero que seja como campeão da Indy", seguiu.

Pato O’Ward vai andar de Fórmula 1 no fim do ano
Pato O’Ward vai andar de Fórmula 1 no fim do ano
Foto: Indycar / Grande Prêmio

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ainda no assunto Fórmula 1, o piloto mexicano, que já foi integrante do programa de jovens pilotos da Red Bull, sendo cortado por Helmut Marko após não agradar a equipe, falou sobre a relação que tem com seu conterrâneo, Sergio Pérez, que atualmente defende a equipe taurina. 

"Me dou muito bem com 'Checo'. É alguém que eu admiro muito. Pude conhecê-lo em 2021. Está fazendo um bom trabalho na Red Bull, apesar da sofre porque, conhecendo a Red Bull, ele não tem tempo para se acostumar com o carro. Mas 'Checo' está fazendo um bom trabalho, e isso foi visto na classificação de Ímola e vai seguir melhorando", afirmou.

Por fim, Pato falou sobre a chance de ter compartilhado a equipe com Fernando Alonso, que fez a Indy 500 do ano passado como piloto da McLaren. O mexicano vibrou com a chance de ter sido parceiro de time do bicampeão mundial de F1. "A experiência e tudo o que eles podem trazer para a mesa sobre como o carro funciona é incrível. Foi uma honra correr contra o Alonso, porque cresci vendo-o na F1. Poder dividir a pista com ele foi algo muito especial", concluiu.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade