0

Narrador da Indy sofre infarto com 100% de artéria bloqueada. E sobrevive

Jake Query, narrador americano de corridas da Indy e do Road to Indy, sofreu um ataque do coração em Indianápolis e chegou a ter 100% de uma artéria bloqueada

23 out 2020
17h50
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Jake Query sofreu um infarto
Jake Query sofreu um infarto
Foto: IndyCar Radio / Grande Prêmio

Jake Query passou por um enorme susto nesta quinta-feira (22). O narrador de 48 anos sofreu um infarto durante a noite em Indianápolis e chegou a ter 100% de uma das artérias bloqueada. O locutor da rádio da Indy e da Indy Lights foi levado ao hospital Community North, no bairro de Castleton, onde passou a noite após receber um stent no coração.

Os stents servem para recuperação do fluxo sanguíneo na artéria coronária e trazerem um ritmo quase normal. No caso de Query, foi a artéria descendente anterior esquerda que ficou completamente bloqueada durante o infarto. O narrador contou que não foi algo de uma hora para outra, mas que o rondou durante toda a semana.

"Falei com o médico e ele mostrou fotos do meu coração. Era pouco, mas me impressionou. Se eu tivesse ficado em casa ontem, não estaria aqui. Se sentir dores, faça exames. Meu braço esquerdo sentia como se alguém estivesse tirando minha pressão, apertando muito. Várias vezes. Na última semana, tive tremedeira nas mãos, e o cardiologista citou que eu tinha algo parecido com uma bolha impedindo a passagem do sangue. Meu braço começou a doer junto do meu peito, uma dor absurda. Eu suava muito. Estes foram os sintomas. Se sentir algum destes, não seja um herói, procure ajuda", disse o locutor em um vídeo em seu perfil no Twitter.

Jake Query sofreu um infarto com 100% de uma artéria bloqueada (Foto: Reprodução)

Na hora do ataque, Jake estava acompanhado de sua namorada, Shannon Walsh, além de um amigo de infância, Mac Engel, em momento de lazer no início da noite em um restaurante de Indianápolis. Query explicou que tudo começou com uma dor muito forte no braço esquerdo, como se estivesse tirando sua pressão arterial de maneira violenta. Na sequência, quando foi para o lado externo do estabelecimento, desmaiou e percebeu que estava sofrendo um ataque do coração.

É que Query tem um histórico cardíaco bastante complicado em sua família. O narrador contou que sempre teve uma rotina regrada de alimentação e exercícios justamente porque sabia que, um dia, podia sofrer o que anos atrás aconteceu com seu pai e seu tio.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:

"O histórico cardíaco da minha família é horrível. Eu sabia que estava me aproximando da idade em que meu pai teve o primeiro ataque dele, meu tio, idem. E eu sempre fui bem neurótico quanto a isso. Quando passei a ter sintomas no começo da semana, fui pesquisar. Sabia que era uma questão de tempo", contou ao jornal Indianapolis Star.

De acordo com o site especializado healthline.com, as chances de sobrevivência em casos de ataques como o de Query ficam entre 40% e 60%, dependendo da reação e do grau de choque que o paciente se encontra. No início desta sexta-feira, ainda no hospital, o americano já se apresentou bem melhor, inclusive querendo voltar para casa.

Query é nome experiente no mundo da Indy. Responsável por transmissões na rádio do IMS, participa também de coberturas do Road to Indy, apresenta um programa no canal ISC Sports e na rádio WNDE, de Indianápolis.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Veja também:

Veja como ficou carro de piloto da F1 após acidente com fogo
Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade