PUBLICIDADE

Marco Andretti confia em estratégia do pai Michael na Indy 500: "Ele é o melhor nisso"

Marco Andretti mantém confiança de que estratégia pode colocá-lo na briga por inédita vitória nas 500 Milhas de Indianápolis. Piloto vai largar na 23ª colocação no domingo

24 mai 2022 12h41
ver comentários
Publicidade
Marco Andretti busca vitória inédita na Indy 500
Marco Andretti busca vitória inédita na Indy 500
Foto: Indycar / Grande Prêmio

Marco Andretti vai participar da Indy 500 pela 17ª vez na carreira. Na edição marcada para o dia 29, o piloto americano larga na 23ª colocação, mas ainda mantém a esperança de encerrar o jejum de uma das famílias mais tradicionais do esporte a motor, que não vence no Brickyard desde 1969, com Mario.

Apesar de largar bem atrás no grid, muito diferente de quando foi pole em 2020, Marco crê que a Andretti #98 se comporta bem em tráfego, e ainda mantém esperanças de que consegue se aproveitar dos erros dos adversários para estar na briga.

"Eu acho que somos bons no tráfego. É que quando você fica atrás de uma fila de carros, todos estão à mercê de levantar o pé, porque você consegue uma sequência e passa, e o cara à sua frente tem o vácuo para manter ele lá. Só tem de ser paciente", disse em entrevista à revista inglesa Autosport.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Marco Andretti larga em 23º
Marco Andretti larga em 23º
Foto: IndyCar / Grande Prêmio

"Acho que o carro que temos é capaz de se manter atrás de todos e esperar pelos erros, e é assim que você passa do terceiro lugar no fundo do grid. Estou feliz com o carro, um pouco desapontado com a velocidade. Estou tentando apenas equilibrar e acelerar mais que os outros 32 caras", completou.

Marco, que foi segundo colocado em 2006, também falou sobre o fator estratégico na Indy 500 de 2022, e elogiou o pai Michael Andretti, que será o estrategista no domingo. O piloto de 35 anos também brincou com o fato de ultrapassar o progenitor em número de largadas em Indianápolis.

"Vai precisar de estratégia. Os pneus são robustos, e já avisei que se for decidido no fim, vou andar mais nestes pneus. Apenas falando de cenários diferentes. Você não sabe se quando ficar mais quente, vai expor o carro mais. Como disse, temos uma margem, e o carro é bem bom", declarou.

"Eu acho que ele [Michael] é o melhor nisso. Ele vê a corrida, é um grande estrategista. Nós dois trabalhamos melhor hoje do que quando era novato, e naquela época achava que meu pai não sabia nada do que estava falando. Agora, ele definitivamente não sabe porque tenho mais largadas que ele", concluiu.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade