PUBLICIDADE

Indy iguala marca de 1961 e registra poles diferentes nas primeiras nove etapas

Com a pole-position de Pato O'Ward no GP de Mid-Ohio, a Indy tem agora nove poles diferentes nas primeiras nove corridas e igualou marca de 60 anos atrás. Recorde é de 1952, quando a categoria teve dez poles diferentes nas primeiras dez corridas

2 jul 2022 - 18h15
Ver comentários
Pato O’Ward celebra pole do GP de Mid-Ohio
Pato O’Ward celebra pole do GP de Mid-Ohio
Foto: Indycar/Chris Owens / Grande Prêmio

CINCO PONTOS PARA PRESTAR ATENÇÃO NA SEGUNDA METADE DA INDY 2022

Com a pole-position de Pato O'Ward neste sábado (2) para o GP de Mid-Ohio, a Indy chegou a nove poles diferentes nas primeiras nove corridas pela primeira vez desde 1961. O recorde de mais poles diferentes nas primeiras etapas é de 1952, quando dez pilotos diferentes largaram na posição de honra nas dez etapas iniciais.

Considerando todo o campeonato, o recorde de pilotos diferentes no primeiro lugar do grid é de 12. Scott McLaughlin, da Penske, foi o primeiro pole em St. Pete, e o único até aqui a conseguir converter a pole em vitória. Na etapa seguinte, no Texas, Felix Rosenqvist foi o mais rápido na classificação com a McLaren, mas terminou a corrida apenas em 21º.

Colton Herta conquistou a primeira pole da Andretti no ano em Long Beach, mas acabou a corrida no muro. Na etapa seguinte, no Alabama, Rinus VeeKay largou na posição de honra no grid e acabou com um bom terceiro lugar com a Carpenter.

No GP de Indianápolis 1, Will Power, da Penske, conquistou sua sexta pole no circuito e acabou com um pódio após uma corrida caótica. Scott Dixon conquistou a primeira e única pole-position da Ganassi em 2022 nas 500 Milhas de Indianápolis, mas acabou apenas na 21ª posição após uma punição por excesso de velocidade nos boxes.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Scott Dixon celebra pole da Indy 500 (Foto: IndyCar)

Nas últimas duas etapas, duas poles americanas. Josef Newgarden anotou a terceira pole da Penske em Detroit, enquanto Alexander Rossi largou na frente em Road America. Os dois não conseguiram triunfar nas etapas, mas obtiveram bons resultados, com Newgarden sendo o quarto no circuito de Belle Isle Park e Rossi terminando em terceiro no GP de Elkhart Lake.

Na última vez que a Indy teve oito poles diferentes nas primeiras oito etapas, a sequência se estendeu por dez corridas (uma delas não contava pontos para o campeonato), até o americano Eddie Sachs ser o mais rápido na classificação em Trenton. Sachs foi o único piloto a largar na frente mais de uma vez em 1961.

Em 2022, alguns nomes importantes da categoria ainda não conquistaram pole-positions e podem dar continuidade à sequência história. O atual campeão da Indy, Álex Palou, o atual vencedor da Indy 500, Marcus Ericsson, ambos da Ganassi, e o francês Romain Grosjean, da Andretti, são alguns nomes que já estiveram perto, mas que ainda não largaram na posição de honra neste ano.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade