PUBLICIDADE

Ilott vê "ótima chance" nos EUA e diz que Indy atrai cada vez mais jovens pilotos

Callum Ilott chega na Indy como titular em 2022 para nova parte da carreira e fala das possibilidades que a categoria oferece

10 jan 2022 04h02
ver comentários
Publicidade
Callum Ilott está de malas prontas para a Indy
Callum Ilott está de malas prontas para a Indy
Foto: Alfa Romeo / Grande Prêmio

ASTON MARTIN AINDA SE COMPORTA COMO UMA DAS EQUIPES DO FUTURO NA F1

Depois das tentativas frustradas de chegar na Fórmula 1, Callum Ilott desembarca na temporada 2022 da Indy como participante do campeonato completo com a Juncos, que já defendeu em três provas de 2021. Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Ilott tratou do elemento cada vez mais como da chegada de pilotos com carreiras europeias na categoria dos Estados Unidos.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Romain Grosjean e Marcus Ericsson são pilotos mais estabelecidos e com anos de Fórmula 1 nas costas, mas Illot e outros como Christian Lundgaard, tidos como promessas com possibilidade de chegar à categoria um dia, também viraram para a Indy.

Ilott apontou para o fato de não apenas a categoria principal, mas também o Road to Indy oferecer algo que não existe do outro lado do Atlântico: bolsas que ajudam os pilotos de mais sucesso a que deem o próximo passo.

Callum Ilott vai disputar a Indy 2022 pela Juncos (Foto: IndyCar)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Sonho com Indy 500 e foco em programa completo: Pietro Fittipaldi projeta 2022

"É muito difícil entrar na F1, como eu aprendi no último ano e meio. É um redemoinho. Mas a Indy se apresentou com uma ótima oportunidade. Falo com outros pilotos jovens que mostram muito interesse no caminho para a Indy e pensam no carro como muito bom", disse ao GP.

"Também acho que a Indy oferece grandes oportunidades, mas o Road to Indy, com as bolsas e tudo mais, oferece uma chance enorme, coisa que não existe na Europa. Para alguns, é uma possibilidade de ter sua carreira paga se você ganhar", seguiu.

"A recompensa é importante e pode te fazer avançar. Da maneira como as coisas são nesse mundo, eu entendo bastante o fato de gostarem disso e também é algo que me atrai para a Indy", finalizou.

A temporada da Indy começa em 27 de fevereiro, com o GP de São Petersburgo.

QUEM SÃO OS PILOTOS COM AS VAGAS MAIS AMEAÇADAS NO GRID DA F1?

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade