13 eventos ao vivo

Renault afirma que seu progresso foi pior do que em 2017

12 jan 2019
17h47
  • separator
  • comentários

O novo diretor técnico da Renault, Marcin Budkowski, afirmou que a equipe não foi tão boa em desenvolver seu carro em 2018, como nos dois anos anteriores, já que os franceses querem fechar a diferença com as três grandes equipes nas próximas temporadas.

Renault afirma que seu progresso foi pior do que em 2017
Renault afirma que seu progresso foi pior do que em 2017
Foto: Andrej ISAKOVIC / AFP / F1Mania

Quando a Renault fez seu retorno como equipe em 2016, o chefe da Renault na época, Carlos Ghosn, anunciou que a equipe precisaria de três anos para chegar ao topo, onde estiveram em 2005 e 2006, quando Fernando Alonso os levou a campeonatos seguidos. Avançando rapidamente três anos, a Renault vem de uma temporada em que eles foram a melhor equipe fora das três maiores, mas ainda longe.

“Poderíamos ter tido melhores resultados na temporada passada, se tivéssemos nos concentrado no curto prazo”, disse Budkowski ao AutoHebdo.

“Não é assim que trabalhamos, quando olhamos mais para o futuro. Não esperamos que contratemos apenas veteranos, mas pessoas mais jovens que saem da universidade. Investimos no futuro, e de algumas maneiras, ainda estamos construindo o time".

“O campeonato é a única coisa que importa para nós, e temos que construir uma equipe que possa assumir um trabalho como esse. Nós estamos constuindo essa equipe por três anos. O topo virá. Nós só desenvolvemos os carros, consideravelmente pior do que a temporada anterior”.

Apesar da diferença entre a Renault e as três equipes à frente não ter diminuído em 2018, Budkowski não acha que isso não possa ser feito.

“Não vamos esquecer que estamos falando de tentar nos aproximarmos. Nós só não conseguimos desenvolver nosso carro ainda mais rápido do que Mercedes, Ferrari e Red Bull", concluiu.

F1Mania
  • separator
  • comentários
publicidade