0

Lance Stroll: Williams está sobrevivendo ao invés de competir

8 nov 2018
22h58
  • separator
  • comentários

A Williams “não desenvolveu de fato” o seu FW41 desde a corrida de abertura da temporada na Austrália, segundo Lance Stroll.

Lance Stroll: Williams está sobrevivendo ao invés de competir
Lance Stroll: Williams está sobrevivendo ao invés de competir
Foto: NELSON ALMEIDA / AFP / F1Mania

A equipe Williams tem sofrido ao longo do campeonato deste ano com o seu carro propulsionado pelo motor Mercedes, mas, apesar de ser um dos melhores motores, ainda está fora de ritmo.

Como tal, a equipe conseguiu apenas quatro chegadas na zona de pontuação, duas de Stroll e duas de Sergey Sirotkin.

O canadense, que estará na Force India na próxima temporada, tem como melhor resultado uma oitava posição no Grande Prêmio do Azerbaijão.

Isso foi um tanto abaixo do desempenho do ano passado, quando ele ficou em terceiro no mesmo Grande Prêmio, em uma temporada na qual a Williams terminou em quinto no mundial de construtores.

A equipe inglesa é apenas a 10ª nesta temporada, 26 pontos atrás de seu rival mais próximo.

“Tem sido muito desafiador”, disse Stroll. “O carro simplesmente não esteve bem durante todo o ano. Acabamos sobrevivendo todo fim de semana ao invés de competir.”

“[Nós] fomos eliminados no Q1 em muitas ocasiões, também tivemos corridas onde eu comecei bem e fiquei em uma posição de pontuação, e nós acabamos na ordem da corrida. Sempre foi assim, sempre estivemos um passo atrás durante o ano todo.”

“Nós não desenvolvemos realmente o carro desde a Austrália. Eu não acho que realmente melhoramos o carro.”

“Tem sido difícil ver alguns de nossos concorrentes, como a Sauber, por exemplo, que estavam no páreo conosco no começo, darem grandes passos na direção certa em comparação a nós. Tem sido um ano de sobrevivência, é tudo o que posso dizer.”

Mas, embora Williams não tenha avançado nesta temporada, Stroll acredita que ele cresceu como piloto.

“Eu ainda me desenvolvi como piloto, amadureci”, disse ele. “[Meu] segundo ano na Fórmula 1, mais tempo de pista, mais experiência, eu absorvi muita informação, apesar de ter sido um ano muito desafiador comparado ao ano passado.”

“Essa é a natureza do esporte. Como piloto, você tem que aceitar que alguns anos são mais desafiadores do que outros, isso faz parte do jogo.”

F1Mania

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade