2 eventos ao vivo

Fórmula 1 fornece mais detalhes sobre a proposta de penalidade por lastro

20 set 2019
18h35
  • separator
  • 0
  • comentários

A Fórmula 1 revelou alguns detalhes de como o lastro poderia substituir as penalidades de grid, se o esporte optar por seguir esse caminho no futuro.

Fórmula 1 fornece mais detalhes sobre a proposta de penalidade por lastro
Fórmula 1 fornece mais detalhes sobre a proposta de penalidade por lastro
Foto: Mark Thompson/ AFP / F1Mania

Atualmente, todas as penalidades de unidade de potência, são perda de posições no grid, o que significa que um piloto geralmente começa vários lugares abaixo do que qualifica, com o número exato de posições perdidas, vinculado à gravidade da alteração do componente.

Isso pode criar um grid confuso, com os primeiros na qualificação, começando na parte de trás e tendo que abrir caminho. No entanto, é a situação atual das penalidades de unidade de potência, que um fim de semana de corrida raramente passa sem pelo menos uma ou muitas penalidades, especialmente no final da temporada.

Foi proposto que as penalidades de motor sejam cumpridas por meio de lastro, peso adicional aplicado ao carro como uma desvantagem no desempenho, isso garantiria que os grids permanecessem intimamente relacionadas ao resultado da qualificação, pois começar mais alto ainda traz um benefício, apesar da penalidade de peso.

A F1 confirmou agora que está considerando a proposta, mas está aberta para manter o atual sistema de penalidades, porque é “compreendido” e pode criar uma emocionante batalha, quando um carro de ponta tem que abrir caminho vindo da parte de trás do grid.

Entre as desvantagens, uma vez que uma penalidade foi aplicada e o carro está na parte de trás do grid, ou um carro está na parte de trás por outras razões, existe a atração de fazer outras mudanças estratégicas que estão fora do espírito dos regulamentos.

O lastro também possui vantagens e desvantagens descritas: “As vantagens disso é que simplesmente os carros começam na posição em que se qualificam”.

“A desvantagem pode ser que, a menos que os comentaristas façam menção à penalidade de lastro durante a corrida (como fazem no BTCC, por exemplo), isso pode deixar os espectadores se perguntando por que um piloto está lento. Também pode mostrar um piloto mais lento que seu companheiro de equipe, quando este não é necessariamente o caso”.

Também é proposto que o lastro seja graduado, de modo que uma pequena mudança, como um novo turbocompressor, tenha apenas 5 kg adicionados, enquanto uma unidade de potência inteira poderá ter 15 kg, embora os pesos exatos devem ser calculados para dar uma punição semelhante ao efeito da punição de grid.

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/HvbgBbS8h7CDXtvC65VOWG

Inscreva-se em nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/user/f1mania?sub_confirmation=1

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – AUDI apresenta o E-TRON FE06 para a temporada 2019/20 da FÓRMULA E:

O que um piloto de Fórmula E faz durante as férias?

PORSCHE CUP BRASIL | ETAPA ESTORIL 2019 | MELHORES MOMENTOS:

Fórmula E: Como pilotos e equipes se comunicam:

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS:

F1Mania
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade