0

Esquenta Fórmula E: Di Grassi e Buemi disputam título da segunda temporada; suíço leva a melhor

19 nov 2019
15h27
  • separator
  • 0
  • comentários

Daqui a 3 dias teremos o início da sexta temporada da Fórmula E e, enquanto os 24 pilotos não vão para a pista, vamos relembrar a primeira grande disputa entre dois nomes que marcam a história da categoria: Lucas di Grassi e Sébastien Buemi.

Foto: FIA Fórmula E
Foto: FIA Fórmula E
Foto: F1Mania

Ambos já haviam participado da disputa do primeiro título da história da Fórmula E, o qual ficou com o brasileiro Nelson Piquet Jr. e, na temporada seguinte, protagonizaram uma intensa disputa literalmente volta a volta.

Di Grassi chegou em Londres para a rodada dupla e decisiva da segunda temporada da Fórmula E com apenas um ponto de vantagem em relação ao segundo colocado do campeonato, Buemi.

Na primeira corrida do fim de semana, Nico Prost, companheiro de Buemi na Renault e.Dams fez a pole position e venceu a prova, seguido por Bruno Senna, relembrando a rivalidade história das lendas Prost e Senna na F1 no final da década de 80 e início dos anos 90.

O brasileiro Lucas di Grassi terminou a prova em quarto, justamente uma posição a frente de seu adversário na luta pelo título, Buemi, e aumentando a diferença em mais dois pontos, totalizando três de vantagem.

Porém, Di Grassi viu a vantagem desaparecer no treino classificatório do segundo ePrix do fim de semana, quando Buemi conquistou a pole position, garantindo três pontos e deixando tudo empatado.

Mesmo assim, Di Grassi tinha vantagem nos critérios de desempate, e por isso, se nenhum dos dois pilotos pontuassem na última prova, o título seria dele. E foi justamente isso que causou um tremendo alvoroço, quando na primeira volta, o brasileiro (que largou em terceiro) colidiu com Buemi.

Enquanto o piloto suíço acusou o brasileiro de ter provocado o acidente de propósito para ficar com o título, Di Grassi justificou o incidente, afirmando que os pilotos a sua frente frearam cedo demais, e por isso, a batida foi inevitável.

Ambos os pilotos voltaram a pista com o carro reserva, e como era praticamente impossível terminar entre os dez primeiros colocados, só restava uma única forma de pontuar e desempatar a disputa pelo título na pista: marcar a melhor volta e faturar um ponto.

E então, a estratégia de ambos foi justamente essa: esperar nos boxes o melhor momento para voltar a prova e cravar a volta mais rápida. Di Grassi chegou a atingir a marca, e até tentou atrapalhar seu adversário em alguns momentos, mas no final, acabou sendo superado por Buemi, que cravou o tempo de 1:24.150, que lhe rendeu o título da segunda temporada da Fórmula E.

A Fórmula E está em contagem regressiva para o início da temporada 2019-2020, a sexta temporada da categoria elétrica de monopostos, que começa nesta sexta-feira com a rodada dupla em Al-Diriyah.

Quer assistir ao vivo às corridas da Indy, Fórmula 2, Fórmula 3 e Superbike? Acesse http://f1mania.vc/4K e experimente grátis por 1 mês!

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/HCe0RomLk5a0es06X99dHI

Inscreva-se em nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/user/f1mania?sub_confirmation=1

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – Victor Berto comenta o sábado do GP do Brasil F1 2019:

STOCK CAR 2019 | VELO CITTÀ – 10ª etapa | MELHORES MOMENTOS (Corrida 1 e 2):

Visitamos o DAYTONA INTERNATIONAL SPEEDWAY | FÉRIAS F1MANIA:

KART ELÉTRICO, FUTEBOL E FÓRMULA E | FELIPE MASSA comenta durante entrevista em São Paulo:

HEINEKEN: #OBRIGADOSENNA, filme exalta poder de união do ídolo brasileiro AYRTON SENNA:

F1Mania
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade