2 eventos ao vivo

Em treino com batidas de Bottas e Verstappen, Leclerc é o mais rápido na Áustria

Tempo do piloto da Ferrari não supera o alcançado por Hamilton na primeira atividade do dia

28 jun 2019
13h59
atualizado às 14h05
  • separator
  • 0
  • comentários

A segunda sessão de treinos livres para o GP da Áustria, a nona etapa da temporada de 2019 da Fórmula 1, foi bastante tumultuada nesta sexta-feira. A atividade foi marcada por acidentes no circuito Red Bull Ring, em Spielberg, com o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) e o holandês Max Verstappen (Red Bull), que causaram duas bandeiras vermelhas, e pela liderança do monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, quebrando a hegemonia da escuderia alemã.

Com o tempo de 1min05s086, pior que o obtido pelo inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, para ser o melhor da primeira atividade, pela manhã, Leclerc aproveitou para fazer uma simulação de corrida, já que deu 37 voltas no circuito austríaco. O monegasco foi 0s331 mais rápido que Bottas (1min05s417), que liderava a sessão antes de se acidentar. A 44 minutos do final da sessão, o finlandês errou o ponto de tangência da curva 6, perdeu o controle e bateu forte contra a barreira de pneus.

A bandeira vermelha por causa da batida de Bottas causou uma paralisação de pouco mais de cinco minutos. Ela só foi maior que a provocada por conta de outro acidente. A 54 minutos do final, Verstappen escapou de traseira na curva 10 e bateu a sua Red Bull na barreira de pneus do circuito austríaco, causando uma parada de quase 10 minutos.

Com o acidente, Verstappen completou apenas 13 voltas e ficou com a nona colocação, bem distante dos líderes. De forma surpreendente, quem obteve o terceiro melhor tempo da sessão da tarde foi o francês Pierre Gasly, o companheiro de equipe do holandês. Com 1min05s487, ficou logo à frente de Hamilton, que cravou 1min05s529 na melhor de suas 43 voltas.

A McLaren voltou a aparecer bem com o espanhol Carlos Sainz Jr., que obteve a quinta colocação na sessão. O piloto, no entanto, vai largar no final do grid depois da troca de motor promovida pela McLaren e pela Renault. O mesmo acontecerá com o tailandês Alexander Albon, da Toro Rosso, que também teve problemas em sua unidade de potência.

Outros resultados surpreendentes marcaram o Top 10 do segundo treino livre na Áustria. O francês Romain Grosjean colocou a Haas em sexto lugar, seguido pela Alfa Romeo do finlandês Kimi Raikkonen. O alemão Sebastian Vettel, que por muito pouco não causou mais uma bandeira vermelha - escapou em uma curva, mas a caixa de brita o salvou de bater o carro na proteção de pneus -, fechou a tarde em oitavo. Depois de Verstappen, o britânico Lando Norris ficou o 10.º lugar.

Neste sábado, a terceira sessão de treinos livres será às 7 horas (de Brasília) e o treinamento oficial de classificação, para definir o grid de largada, terá início às 10 horas. A corrida no domingo está marcado para 10h10.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade