0

Bottas e Hamilton reclamam de calor na Áustria: 'Mais difícil que o esperado'

Ambos os pilotos consideraram que a alta temperatura prejudicou o desempenho da Mercedes no GP

30 jun 2019
16h44
  • separator
  • 0
  • comentários

Fora do topo do pódio pela primeira vez na atual temporada da Fórmula 1, a Mercedes viu os seus pilotos não exibirem uma grande performance no GP da Áustria, no circuito Red Bull Ring, em Spielberg. O finlandês Valtteri Bottas, o melhor colocado da equipe alemã, fechou a prova em terceiro, enquanto que o inglês Lewis Hamilton foi o quinto.

Os dois atribuíram ao calor o desempenho não tão bom na Áustria, especialmente Hamilton. O inglês, que lidera o Mundial de Pilotos com ampla vantagem sobre o próprio Bottas, o vice-líder - 197 contra 166 pontos -, teve um dia raro de coadjuvante e não conseguiu imprimir um ritmo forte.

O pentacampeão mundial chegou a estar na liderança antes de seu pit stop e quase terminou em quarto, mas foi ultrapassado pelo alemão Sebastian Vettel na última volta. Ele afirmou que o calor causou o superaquecimento do motor e o impediu de ser competitivo na prova. Além disso, também sofreu com um problema na asa dianteira.

"O superaquecimento acabou sendo um problema bem grande para nós hoje (domingo). Acho que tínhamos bom ritmo, o carro pareceu bom, mas simplesmente não conseguíamos correr por conta do superaquecimento", explicou. "Isso limitou nosso carro nesse fim de semana, mas os outros não sofreram tanto quanto nós, então precisamos ver isso e tentar resolver. Ainda vamos ter mais corridas quentes, como em Budapeste, então precisamos entender isso", acrescentou o inglês.

Já Bottas fez uma corrida conservadora. O piloto finlandês largou no terceiro posto e se manteve nele até o final. Ele endossou a fala do companheiro e explicou que as dificuldades na prova surgiram em razão da alta temperatura do motor. "Acho que fizemos uma boa largada. Mas foi um pouco mais difícil que o esperado, especialmente com o superaquecimento do motor, tivemos de controlar a temperatura, mas temos alguns bons pontos", afirmou.

Juntos, Hamilton e Bottas venceram oito das nove provas da Fórmula 1 disputadas até aqui. O inglês triunfou seis vezes e o finlandês, duas. Eles e os outros pilotos voltam a acelerar daqui a duas semanas no GP da Inglaterra, em Silverstone.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade