PUBLICIDADE

Troféu Brasil de Atletismo é nova oportunidade para atletas atingirem índices olímpicos

7 dez 2020 18h26
| atualizado às 18h29
ver comentários
Publicidade

Após a disputa do Grande Prêmio Brasil Caixa de Atletismo, válido pelo World Athletics Continental Tour Silver, no último domingo, os atletas brasileiros mudam o foco para outra competição. O Troféu Brasil Caixa de Atletismo, considerado o principal torneio interclubes da América Latina, será realizada de quinta-feira  a domingo, no estádio do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, na Vila Clementino, em São Paulo.

A competição reunirá 770 participantes, de 130 equipes, representando 23 Estados e o Distrito Federal e será mais uma oportunidade para os brasileiros tentarem os índices olímpicos para os Jogos de Tóquio em 2021.

"Meu grande objetivo é correr a prova (de 3.000 m com obstáculos) em menos de 8:22.00", revelou o campeão pan-americano em 2019 e nono colocado nos Jogos Olímpicos de 2016 Altobeli Santos da Silva, do Esporte Clube Pinheiros.

"Tivemos um ano diferente, por causa da pandemia, que alterou todos os nossos planos. Fiz um ótimo treinamento no Camping da CBAt e do COB em Portugal e continuo focada no índice", disse Tatiane Raquel da Silva, do IPEC, que venceu os 3.000 m com obstáculos no GP Brasil.

Em 2020, o Troféu Brasil comemora 75 anos de existência. Para a atual edição, no entanto, serão seguidos protocolos necessários ao combate à transmissão da covid-19. Por isso, o torneio não será aberto ao público, e apenas pessoas credenciadas pela Confederação Brasileira de Atletismo terão acesso ao estádio.

No ano passado, em Bragança Paulista, o Pinheiros conquistou o quarto título consecutivo do Troféu Brasil somando 550,5 pontos na classificação geral. O clube paulistano ainda venceu na categoria masculina, com 334,5 pontos, e na feminina, com 216.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade