PUBLICIDADE

Medalha olímpica de Alison dos Santos é espelho para seleção no Mundial Sub-20

15 ago 2021 17h34
| atualizado às 17h34
ver comentários
Publicidade

O Campeonato Mundial Sub-20 de Atletismo será em Nairóbi, no Quênia. O evento, que estava marcado para 2020, foi adiado para 2021 em função da pandemia da covid-19. O início se dá na madrugada da próxima quarta-feira (horário de Brasília), no estádio Kasarani, conhecido como "A Casa dos Heróis", e está previsto para terminar no próximo domingo.

Estádio Kasarani, conhecido como “A Casa dos Heróis”. (Foto: Divulgação/Wagner Carmo)Uma das imagens marcantes para os atletas que irão representar o Brasil foi a conquista de Alison dos Santos. O atleta foi medalhista de bronze nos 400 m com barreiras nos Jogos de Tóquio, conseguindo os recordes pessoal e sul-americano, duas vezes.
Estádio Kasarani, conhecido como “A Casa dos Heróis”. (Foto: Divulgação/Wagner Carmo)Uma das imagens marcantes para os atletas que irão representar o Brasil foi a conquista de Alison dos Santos. O atleta foi medalhista de bronze nos 400 m com barreiras nos Jogos de Tóquio, conseguindo os recordes pessoal e sul-americano, duas vezes.
Foto: Gazeta Esportiva

"É realmente uma grande inspiração. Quando ele ganhou a medalha de bronze, competindo com atletas fortíssimos, pensei muito nas atuações do Alison, a crescente dele em toda a temporada. Mesmo quando não conseguia o recorde pessoal, fazia resultados extraordinários", comentou Gabriel Luiz Boza, quarto colocado no Ranking Mundial da World Athletics da categoria sub-20 no salto em distância.

"Quero melhorar minha marca (7,90 m) e bater de frente com todos os saltadores que estarão no Mundial, seguindo o exemplo do Alison", concluiu.

Em São Joaquim da Barra, interior de São Paulo, Alison desfilou em um caminhão do Corpo de Bombeiros por ruas e avenidas da cidade em que nasceu. Antes de ser homenageado pela população, o recordista mandou mensagem para os atletas mais jovens.

"Sei que sou espelho para muitos jovens e pessoas que querem evoluir na vida. A mensagem que quero passar é que todos nós somos capazes de sonhar e, acima de tudo, acreditar nos nossos sonhos. Isso serve não só para atletas, mas para todas as pessoas em qualquer âmbito profissional. Eu devo muito às pessoas que estão aqui, aos meus técnicos, colegas, quero continuar sendo inspiração para essas pessoas", comentou o medalhista olímpico.

Os 19 atletas da delegação brasileira, que viajaram na madrugada de sexta-feira, já puderam treinar no sábado em Nairóbi. Os representantes foram ao Estádio Nacional de Nyayo, juntamente com equipes de outros países, como Polônia, Colômbia, África do Sul e Eritreia.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade