PUBLICIDADE

Com Darlan Romani, GP Internacional de Atletismo ocorre no próximo domingo

29 abr 2022 18h52
ver comentários
Publicidade

O Grande Prêmio Internacional Brasil de Atletismo, válido pela série bronze do World Athletics Continental Tour2022, será disputado neste domingo, a partir das 13h30 (de Brasília), no estádio do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, em São Paulo. A competição tem entrada gratuita para o público. 

O evento fechará também o Ranking Brasileiro para a formação da seleção que representará o país de 20 a 22 de maio, no Campeonato Ibero-Americano de Atletismo, que será realizado em La Nucia, na Espanha. Nas provas individuais, serão chamados os dois primeiros colocados na lista no período entre 1 de janeiro de 2021 e 1 de maio de 2022.

O lançamento do martelo feminino abre a série de 26 provas (20 válidas pelo GP e seis extras), com a participação de 177 atletas de 20 países. O Brasil terá 114 representantes na busca pelos índices exigidos e pelo ranking de pontos da World Athletics para qualificação para o Mundial do Oregon, que será disputado de 15 a 24 de julho, nos Estados Unidos.

Um dos destaques novamente será Darlan Romani, campeão mundial indoor em Belgrado, Sérvia, e vencedor da prova de quarta-feira, com 21,77 m, terceiro melhor resultado no mundo no Ranking da World Athletics (WA) ao Ar Livre de 2022, atrás somente dos italianos Zane Weir (21,99 m) e Nick Ponzio (21,83 m).

"Gostei dos 21,77 m do Torneio de São Paulo, mas sempre quero mais. Espero arremessar melhor no domingo", disse Darlan, que viaja até dia 15 de maio para León, na Espanha, onde fará um camping internacional de treinamento. Ele terá a companhia de seu treinador, o especialista cubano Justo Navarro. Ele seguirá direto da Europa para o Mundial de Oregon e depois disputará ainda algumas etapas da Liga Diamante. "É um sacrifício ficar tanto tempo longe da família, mas é o necessário para buscar nossos sonhos."

A catarinense Mariana Grazielly Marcelino venceu o martelo, na quarta-feira, com 65,58 m. Melhorou a marca pessoal do ano (era de 64,70 m), mas disse que está bem fisicamente e em condições de obter lançamento melhor: "Estou me sentindo muito bem, o lançamento está saindo fácil, mas faltam acertar alguns detalhes que fazem diferença de metros. Isso pode ocorrer no GP", disse Mariana.

Há expectativa também para a disputa dos 110 metros com barreiras, onde brilharam na quarta-feira o mineiro Rafael Henrique Pereira e o paulista Eduardo de Deus. Eles fizeram uma prova extremamente disputada e terminaram com o mesmo tempo: 13.27 (0.7). Com isso, eles alcançaram o índice exigido de 13.32 e estão qualificados para o Mundial.

"Os 110 m com barreiras estão muito fortes e no domingo podemos melhorar ainda mais o resultado", comentou Rafael, muito feliz. Gabriel Oliveira Constantino ficou em terceiro lugar, com 13.39.

Os atletas participaram na quarta-feira (27/4) do Torneio Internacional São Paulo, também no Centro Olímpico, e conseguiram ótimas performances, o que indica que poderão melhorar ainda mais no domingo, depois da apresentação inicial.

Thiago Moura, quinto colocado no Mundial Indoor de Belgrado, com 2,31 m, novo recorde sul-americano em pista coberta, por exemplo, espera melhorar resultado. Ele terminou o Torneio Internacional de São Paulo, com 2,21 m, em segundo lugar, perdendo no desempate para o argentino Carlos Daniel Layoy, o campeão, com a mesma marca. "Espero ir melhor com a sequência de competições", disse Thiago, que assim como Fernando Ferreira, terceiro colocado, com 2,18 m, representou o Brasil nos Jogos de Tóquio 2021.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade