0

Atletismo

Fonteles expõe provocações e crava: sou o cara a ser batido

Fernando Borges / Terra

Atleta paralímpico é o melhor de sua categoria e vai como grande favorito ao Pan de Toronto e aos Jogos do Rio 2016

20 jun 2015
13h12
  • separator
  • 0
  • comentários

Alan Fonteles não nega: é o cara do atletismo paralímpico mundial. O brasileiro medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 na categoria 200 m T44 não faz falsa modéstia ao falar do tamanho da responsabilidade que tem em mãos antes da Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016. O brasileiro, melhor do mundo em sua prova e sem o desafio de ter Oscar Pistorius (sul-africano detido por matar a namorada a tiros) na raia ao lado, é a referência para a qual todos olham.

“A maior responsabilidade é essa: eu sou o cara a ser batido. Então ate alguém ganhar de mim vou ter que defender meus títulos. Todos os atletas me olham, todos estão querendo ganhar de mim. É aquela história: é difícil ganhar sim, mas é mais difícil se manter. Quando você é o grande campeão, todo mundo quer vir em cima, ganhar, fazer de tudo para poder ganhar de você. Você tem que se manter ali no topo, eu sou o cara que todo mundo quer ganhar”, comentou o atleta ao Terra, em evento de apresentação dos atletas do clube Pinheiros que viajam para Toronto 2015.

Alan Fonteles vê todos contra ele na Paralimpíada do Rio

Nos Jogos Pan-Americanos, por sinal, Alan Fonteles terá a chance de levar um título inédito em sua prova e encarará atletas que costumam te desafiar no nível olímpico. Os principais rivais são os americanos. Segundo o brasileiro, os adversários, inclusive, costumam tentar superar o atleta nacional por outros meios, como provocações antes das corridas.

“Tem alguns atletas que têm seus artifícios, mas eu não caio neles. Tenho meu trabalho, tenho minha preparação, um psicólogo que me ajuda a trabalhar. Os americanos tentam me provocar antes das competições, mas acabo não caindo. Eles usam essa questão de eu não poder falar inglês, os caras acabam falando alguma coisa, apontando para mim, querendo mexer com a cabeça. É o artificio que eles fazem para ganhar e me desestruturar”, relatou o brasileiro.

Alan Fonteles é um dos grandes nomes paralímpicos brasileiro
Alan Fonteles é um dos grandes nomes paralímpicos brasileiro
Foto: Getty Images

Amputado das duas pernas abaixo do joelho, Alan Fonteles corre em prova com próteses no Pan de Toronto. A competição, inclusive, ganhará um ar especial por ser uma das últimas grandes disputas antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que serão disputados em 2016. Mas e aí: ser imensamente favorito em casa é melhor ou pior? O atleta tem dúvidas.

“Eu acho que.. (pausa). A pressão é maior. Ser o favorito dentro de casa, caso aconteça alguma coisa de não ganhar a decepção vai ser maior para o atleta e para as pessoas que estavam acreditando. Então (outra pausa)... É uma coisa difícil de falar. É complicado você ser o favorito, mas também é uma coisa boa”, disse Fonteles, ainda inseguro com a dimensão da responsabilidade em 2016. 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade