0

Santos defende pênalti de Guerrero e garante empate ao Furacão: "Fui feliz"

31 out 2019
23h54
atualizado às 23h54
  • separator
  • 0
  • comentários

O goleiro Santos foi um dos principais responsáveis pelo empate em 1 a 1 do Athletico-PR com o Internacional, nesta quinta-feira, no Beira-Rio. Passada a partida, o guarda-meta rubro-negro comentou sobre a defesa na cobrança de pênalti de Paolo Guerrero e também sobre o lance seguinte, em que o peruano acabou estufando as redes, mas a jogada foi anulada pela arbitragem.

O árbitro André Luiz de Freitas Castro contou com o auxílio do VAR após Guerrero fazer 2 a 1, vendo que Nico López estava impedido ao finalizar na trave antes de a bola sobrar nos pés do peruano. Por isso, o gol colorado acabou não sendo validado.

Momento em que Santos faz a defesa na cobrança de pênalti de Paolo Guerrero (Foto: Athletico-PR/Divulgação)
Momento em que Santos faz a defesa na cobrança de pênalti de Paolo Guerrero (Foto: Athletico-PR/Divulgação)
Foto: Gazeta Esportiva

"Ali no momento é algo muito rápido, não deu pra ver o que aconteceu. Só fui na bola e não vi mais a bola. O árbitro alegou que foi impedimento na hora que o Guerrero mandou a bola para dentro. Não sei quem estava impedido. Mas, fui feliz, consegui fazer a defesa, ajudar meus companheiros, que é o mais importante. Queríamos os três pontos, mas levamos um ponto pra casa que é importante para a sequência", afirmou Santos ao Esporte Interativo.

Já classificado para a Libertadores graças ao título da Copa do Brasil, o Athletico-PR voltará  a campo no próximo domingo, às 18h (de Brasília), na Arena da Baixada, onde recebe o CSA, que luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade