0
Logo do Atlético-PR
Foto: terra

Atlético-PR

Atlético-PR

Atlético-PR desencanta na Baixada, faz 5 e afunda Avaí

Cleber Yamaguchi/Agif / Gazeta Press
3 ago 2017
21h24
atualizado às 22h53
  • separator
  • comentários

O Atlético Paranaense colocou fim ao jejum de vitórias dentro da Arena da Baixada e bateu o Avaí por 5 a 0, confirmando sua reação dentro do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Furacão chegou aos 23 pontos, subindo para a 10ª colocação. O Leão, por sua vez, segue na zona de rebaixamento, com 17 pontos, na 18ª posição.

A equipe rubro-negra abriu a contagem aos 34 minutos da primeira etapa, com, Guilherme, que pegou sobra de bola após cobrança de falta e bateu para o fundo da rede. Depois do intervalo, aos 10 minutos, novamente Guilherme, aproveitando rebote do goleiro, fez o segundo dele no jogo. Capa, contra, aos 12 minutos, fez o terceiro. Aos 25 e aos 32 minutos, Eduardo Henrique fechou o placar.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense encara o Palmeiras, domingo, no Allianz Parque, em São Paulo. Já o Avaí recebe o Santos, no mesmo dia, na Ressacada, em Florianópolis.

Foto: Geraldo Bubniak / Gazeta Press

O jogo - Irritados pela campanha do time em casa, parte da torcida do Furacão, especialmente a organizada, não entrou na Arena. Com a bola rolando, a equipe rubro-negra tomava conta das ações, mas não conseguia criar, encontrando forte marcação. Aos seis minutos, Guilherme conseguiu levar a bola pra o fundo, mas o cruzamento foi sem direção. A resposta veio aos oito minutos, com Júnior Dutra, que abriu espaço e chutou à direita do gol, com perigo.

O Leão acordou a partida e, aos 10 minutos, Leandro Silva tentou o arremate e, na sobra, Rômulo arrematou em cima da defesa atleticana. Lucas Fernandes, uma das novidades do Furacão, recebeu bem posicionado, aos 13 minutos, mas o chute cruzado passou por todo mundo, direto pela linha de fundo. Aos 21 minutos, Nikão começou a jogada, a bola percorreu toda a área catarinense, e a defesa apareceu para salvar.

Pressão do Atlético, aos 25 minutos, com Nikão chutando com força, Douglas espalmando para dentro da área e Ribamar, com oportunismo, bem colocado para mandar em cima do goleiro. Até que, aos 34 minutos, Rosseto cobrou falta por baixo, a bola desviou na barreira e sobrou para Guilherme empurrar ao fundo da rede. Lesionado, Sidcley deixou o gramado para a estreia de Fabrício.

Foto: Suellen Lima/FramePhoto / Gazeta Press

Para a etapa final, as equipes retornaram sem novas mudanças. Logo aos três minutos, Nikão sofreu falta e ficou no chão sentindo o ombro. O jogo voltou mais truncado, com muita briga no meio-campo. Aos nove minutos, Pedro Castro acertou um petardo e Weverton fez grande defesa para evitar o empate. O troco, entretanto, foi fatal. Guilherme, aos 10 minutos, novamente pegou sobra de bola na entrada da pequena área e bateu para marcar o segundo dele na partida.

O Furacão dominava a partida e chegou naturalmente ao terceiro, com Capa empurrando cruzamento para seu próprio patrimônio, aos 12 minutos. Aos 19 minutos, Capa chegou pela ponta e levantou para Júnior Dutra testar pela linha de fundo. O Rubro-Negro recuou um pouco, administrando o resultado e esperando para contra-atacar. E assim nasceu o quarto, aos 25 minutos, com Eduardo Henrique, que chutou e ainda contou com desvio de Capa para marcar.

O Avaí não tinha reação em campo, com a defesa perdida, assistindo o Atlético jogar. Aos 32 minutos, Ederson cruzou na medida e Eduardo Henrique cabeceou para fazer o quinto. O torcedor, que começou desconfiado a rodada, gritava olé nos minutos finais, apoiando o Atlético. Seguro, Weverton ainda evitou um gol catarinense em cruzamento de Capa, aos 45 minutos. O Furacão saltou na classificação.

ATLÉTICO-PR 5 X 0 AVAÍ

Local : Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data : 03 de agosto de 2017, quinta-feira

Horário : 19h30 (de Brasília)

Árbitro : Leandro Bizzio Marinho (SP)

Assistentes : Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)

Cartões amarelos : Rosseto (Atlético-PR); Betão, Judson (Avaí)

Gols

ATLÉTICO-PR : Guilherme, aos 34 minutos do primeiro tempo e aos 10 minutos do segundo tempo; Capa (contra), aos 12 minutos e Eduardo Henrique, aos 25 minutos e aos 32 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR : Weverton; Cascardo, Thiago Heleno, Wanderson e Sidcley (Fabrício); Pavez, Matheus Rossetto (Eduardo Henrique) e Guilherme; Nikão e Lucas Fernandes; Ribamar (Ederson)

Técnico : Fabiano Soares

AVAÍ : Douglas; Leandro Silva, Betão, Alemão e Capa; Judson, Simião (Luanzinho) e Pedro Castro; Romulo (Maurinho), Joel (Willians), Júnior Dutra e Juan

Técnico : Claudinei Oliveira

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade