0

Botafogo não vence o Athletico-PR em Curitiba desde 2008

7 set 2020
15h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Depois de empatar com o Corinthians em 2 a 2 pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, o Botafogo tem novo compromisso fora de casa na próxima quarta-feira. Desta vez, o Alvinegro tentará quebrar um tabu de 12 anos sem vencer o Athletico Paranaense na Arena da Baixada.

A última vitória do Botafogo sobre o Furacão em Curitiba foi em 3 de agosto de 2008. O Alvinegro, dirigido por Ney Franco, lutava por uma vaga na Copa Libertadores. O Glorioso tinha um futebol bonito e empolgante e ganhou por 3 a 0.

Precisando da vitória o Botafogo abriu o marcador aos 30 minutos. Jorge Henrique foi derrubado na área e o árbitro Arilson Bispo da Anunciação, do quadro da Bahia, marcou pênalti. Lucio Flavio converteu.

Com a vantagem no marcador o Botafogo voltou mais tranquilo para o segundo tempo. Logo aos 13 minutos o Fogão, que abusava dos contra-ataques, ampliou em um. Jorge Henrique foi lançado em profundidade, se livrou do goleiro Galatto e empurrou para o fundo da rede.

O tiro de misericórdia do Botafogo foi dado aos 24 minutos. Em outra contra-ataque Diguinho chutou errado, mas a bola sobrou livre na pequena área para o chute de Túlio. O volante decretou o placar final.

Confira a ficha técnica da última vitória do Fogão contra o Athletico

ATHLETICO-PR 0 X 3 BOTAFOGO-RJ

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data: 3 de agosto de 2008

Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação (BA)

Renda: R$ 261.397,50

Público: 16.966 pagantes

Cartões amarelos: Danilo, Gabriel Pimba, Nei e Alan Bahia (Atlético-PR) e Leandro Guerreiro e Thiaguinho (Botafogo)

Gols: Lucio Flavio, aos 30 minutos do 1º Tempo, Jorge Henrique, aos 13, e Túlio, aos 24 minutos do 2º Tempo (Botafogo)

ATHLETICO: Galatto, Chico, Antônio Carlos e Danilo; Nei, Renan (Julio dos Santos), Alan Bahia, Gabriel Pimba (Anderson Aquino) e Márcio Azevedo (Douglas Maia); Rafael Moura e Ferreira

Técnico: Roberto Fernandes

BOTAFOGO: Renan, Thiaguinho, Renato Silva, André Luiz (Edson) e Zé Carlos; Leandro Guerreiro, Diguinho, Túlio (Luciano Almeida), Lúcio Flávio (Lucas) e Zé Carlos; Jorge Henrique e Gil

Técnico: Ney Franco

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade