0

Athletico admite dificuldade diante do Fortaleza, mas mostra confiança para volta

16 mai 2019
22h12
atualizado às 22h12
  • separator
  • 0
  • comentários

O primeiro duelo entre Fortaleza e Athletico Paranaense pelas oitavas de final da Copa do Brasil terminou em um empate sem gols na Arena Castelão que deixa a definição da vaga totalmente em aberto para a volta, no dia 05 de junho, na Arena da Baixada. O volante Wellington acredita que o fato de não ter tomado gol e ter ficado mais tempo com a posse de bola mostrou um time superior, apesar da dificuldade em criar chances.

"Fizemos um bom jogo. Claro que queríamos uma vitória, um gol pelo menos. Tentamos achar espaço entres linhas. Fomos consistentes atrás, eles não tiveram chance de gol. Sabemos que dentro da Arena nosso torcedor é um jogador a mais", afirmou o jogador, confiante na classificação em casa. "Tem que ter tranquilidade, já demonstramos do que somos capazes em momentos de decisão", completou.

Experiente, o zagueiro Paulo André admitiu que o jogo foi tecnicamente feio, mas acredita que em Curitiba pelo menos o final será diferente. "Decidir em casa é sempre melhor. O Fortaleza marca muito bem, tivemos dificuldade em encontrar espaço, tocar passes rápidos. Mas também não sofremos perigo. Acredito que tenha sido um jogo feio para quem assistiu, morno. Mas, o empate para decidir em casa me parece bom", avaliou.

Para Rony, as condições da partida eram desfavoráveis, mas o Furacão conseguiu superar as dificuldades. Porém, em meio à maratona de jogos, precisa virar a chave. "Jogar aqui é muito difícil. O campo estava liso, é muito mais abafado. Mas impusemos nosso próprio jogo, buscamos o gol. Nosso time estava mentalmente muito forte, concentrado. O jogo foi lá e cá. Agora é pensar no próximo jogo. Já temos o Corinthians pelo Brasileirão", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade