1 evento ao vivo

Sampaoli se irrita com vitória apertada do Atlético: 'É um processo de evolução'

Técnico credita momento ruim nos primeiros quinze minutos do segundo tempo à falta de concentração; Jair e Nathan ressaltam vantagem pequena sobre o América

2 ago 2020
20h35
atualizado às 20h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A vitória apertada do Atlético sobre o América, por 2 a 1, neste domingo à tarde no Mineirão, pela semifinal do Campeonato Mineiro não agradou ao técnico Jorge Sampaoli, que ao apito final chutou uma garrafa de água à beira de campo para manifestar a sua irritação. Após um bom primeiro tempo, com vantagem de dois gols, o técnico esperava ampliar o placar para não correr nenhum risco no segundo jogo da semifinal. Nos vestiários ele estava mais calmo.

"Acho que tudo faz parte de um processo de evolução. Foi um passo a mais e vamos crescendo aos poucos. Acho que tivemos boas chances e poderíamos ter marcado mais gols, embora sabendo que o adversário é muito competitivo", disse o técnico.

Sampaoli não concorda que a queda de rendimento no começo do segundo tempo foi por causa da condição física, muito menos pela falta de entendimento tático das mudanças do adversário. "Acho que faltou mais concentração. Depois dos 15 minutos o time passou a controlar a bola e poderia ter sido mais objetivo", concluiu.

O América foi o último invicto a cair na competição (11 jogos) e agora vai precisar vencer por um gol de diferença para ir à final. O Atlético vai jogar a volta, quarta-feira às 21h30, no Independência, pelo empate.

Artilheiro do Atlético Mineiro na Era Sampaoli, com três gols em três jogos, o meia Nathan acha que vitória inicial diante do América, abriu o caminho para o time chegar à final do Campeonato Mineiro.

"Este foi um primeiro passo importante, mesmo porque vencemos um adversário forte e aguerrido. Eu estou muito feliz por estar tendo oportunidade de jogar e marcar gols tem sido um prêmio", comentou o meia.

Para o volante Jair, que voltou a disputar um jogo oficial após cinco meses e marcou um dos gols a vantagem ainda é pequena. "A vitória foi importante, mas é uma pequena vantagem. Nós vamos ter que propor o jogo na volta e precisaremos entrar focados. Não podermos dar mole para sair com a vitória".

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade