0
Logo do Atlético-MG
Foto: Divulgação

Atlético-MG

Ronaldinho diz que Neymar é "piii" e revela "time da balada"

11 ago 2017
08h03
atualizado às 10h02
  • separator
  • comentários

Entre uma pelada e outra, Ronaldinho Gaúcho agora precisa arrumar tempo para cumprir com suas obrigações de embaixador internacional do Barcelona. E o lançamento de uma nova linha do clube catalão fez o ex-jogador ir até um shopping na zona oeste de São Paulo na noite dessa quinta-feira. Com o famoso sorriso dentuço no rosto praticamente o tempo todo, o craque chegou a atender os jornalistas, mas acabou falando sobre a passagem de Neymar pelo Barça. Ciente da fúria de boa parte da torcida espanhola por causa da transferência de Neymar ao Paris Saint-Germain, Ronaldinho fez questão de exaltar a passagem de seu "sucessor" pelo Camp Nou.

Ronaldinho Gaúcho durante evento em São Paulo
Ronaldinho Gaúcho durante evento em São Paulo
Foto: FERNANDO DANTAS/Gazeta Press

"Esse é piii", disse, evitando usar um palavrão. "Ele é mais um dos nossos que passou por lá e deixou a porta aberta para outro brasileiro chegar. Esse é o maior orgulho que a gente pode ter. Antes de mim passaram Ronaldo, Rivaldo, Romário, o senhor Evaristo… E o maior orgulho que a gente pode lembrar é que a gente passou e deixou a porta aberta para outro brasileiro vir. O Neymar deu seguimento a tudo isso, deixou a porta aberta, fez a dele bem feita e é o nosso maior ídolo hoje", argumentou o ídolo das duas equipes europeias envolvidas na negociação.

E quando o mestre de cerimônia do evento liberou uma única questão ao público, o assunto desviou para a descontração. Ronaldinho, então, entrou no clima e revelou qual time em que atuou foi melhor à noite, fora de campo: Flamengo de 2011 ou Atlético-MG de 2013. Sem titubear, o ex-camisa 10 foi enfático no microfone. "Flamengo, disparado".

As gargalhadas causadas com a resposta de Ronaldinho ofuscaram até mesmo a voz do mestre de cerimônia, que também não segurou o riso, mas logo retomou ao tema com uma sabatina focada na passagem de Ronaldinho pelo Barça.

Questionado sobre sua importância para o início da trajetória de Messi, o brasileiro foi comedido. "O cara desde novo já se destacava, Quando eu cheguei no Barcelona todo mundo já comentava dos destaque que ele tinha. A única coisa que eu, o Deco, fizemos foi dar uma ajudinha", comentou, antes de brincar com o argentino. "Mas, buscou muito café para mim".

Outro que não escapou nem da habilidade com os pés nem da língua afiada de Ronaldinho foi o ex-zagueiro Paolo Maldini, eleito pelo duas vezes melhor do mundo como o melhor zagueiro que já enfrentou. "Maldini merece todo respeito", disse, para em seguida ser lembrado do chapéu que aplicou no italiano. "Não escapou também, não", completou Ronaldinho.

Por fim, o atleta revelado pelo Grêmio de Porto Alegre e com passagens por PSG, Barcelona, Milan, Atlético-MG, Querétaro-MEX, Fluminense e, além disso, campeão do mundo com a Seleção Brasileira em 2002 elegeu o seu momento inesquecível com a camisa do clube catalão.

"Ser aplaudido no estádio do maior rival. Poucos tiveram esse privilégio. Na hora eu não tinha noção o que aquele gesto ia representar. Até hoje todos falam. Hoje em dia eu me orgulho muito", contou. O fato citado aconteceu em novembro de 2005, no estádio Santiago Bernabéu. Na ocasião, o Barcelona fez 3 a 0 no Real Madrid com dois gols de Ronaldinho e um de Samuel Eto'o.

Veja também

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade