0
Logo do Atlético-MG
Foto: Divulgação

Atlético-MG

Pressa, ajuda de Kalil e plano C: saiba como está o trabalho do Atlético nos bastidores

13 fev 2018
09h44
  • separator
  • comentários

Cuca ou Abel? Nenhum dos dois. Vários motivos e uma diretoria completamente perdida. É com este cenário que o Atlético trabalha para apresentar o novo treinador. A expectativa é que o técnico chegue para assumir a equipe durante a semana para já comandar o Galo contra o América, no próximo fim de semana.

O primeiro nome da lista de Alexandre Gallo era Abel Braga. O treinador do Fluminense, no entanto, garantiu que não deixa o Tricolor carioca neste momento.

Sem Abel, o Atlético partiu para um novo nome. A Gazeta Esportiva apurou que Cuca era o treinador favorito. No entanto, o contato da diretoria demorou. O prefeito de Belo Horizonte entrou na situação.

Alexandre Kalil ligou para Cuca. O objetivo era ajudar a diretoria a se encontrar. Mas nem o prestígio do ex-presidente do Galo foi capaz de desfazer a situação: Cuca está com objetivo de ir à Europa no meio do ano com a família e chateado com algumas situações dentro do Atlético.

O treinador não aceitou a situação de ter seu nome vinculado a uma negativa ao Galo. Segundo uma fonte ligada ao treinador, nunca houve contato, portanto, não seria possível o treinador negar uma proposta. Para o paranaense, foi uma clara tentativa do clube em queimar sua imagem com a torcida. Hoje Cuca é o principal nome dos atleticanos.

Fato é que qualquer nome fora de Cuca repetirá o cenário que acompanha o Atlético desde a saída de Levir: qualquer treinador é criticado com pouca paciência do torcedor atleticano e sempre há pedidos de "volta, Cuca".

Sem Cuca, alguns nomes são especulados: Luxemburgo, Guto Ferreira, Marcelo Oliveira, Felipão, todos criticados pelos torcedores.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade