PUBLICIDADE
Logo do

Atlético-MG

Meu time

Pebolim no formato do futuro estádio do Atlético-MG é vendido por R$ 25 mil

Para promover a Arena MRV, clube mineiro anunciou uma edição limitada de mesas personalizadas produzidas em parceria com empresa argentina

18 out 2021 15h13
| atualizado às 15h36
ver comentários
Publicidade

Totó, pebolim, pacal. Muitos são os nomes usados para falar do futebol de mesa, jogo popular no Brasil. Após vários times lançarem mesas personalizadas inspiradas em seus estádios, o Atlético-MG também entrou na brincadeira e anunciou sua própria versão, no formato da Arena MRV, futura casa do clube mineiro.

As réplicas encomendadas pela arena, apenas 25, serão destinadas para sócios da Arena MRV e do programa de sócio-torcedor do Atlético-MG. Cinco já foram vendidas. O preço para adquirir uma das peças, no entanto, não é barato. Sócios pagam R$ 25 mil pela mesa de totó, enquanto os demais terão que desembolsar R$ 35 mil, contando que as mesas não se esgotem.

Arena MRV é o primeiro estádio no Brasil a ter uma mesa de pebolim oficial. 
Arena MRV é o primeiro estádio no Brasil a ter uma mesa de pebolim oficial.
Foto: Divulgação/MRV / Estadão

O brinquedo, trazido da Argentina, foi colocado no centro de experiências da Arena MRV. Os detalhes do estádio em miniatura, produzido pela empresa "superclásicos", são impressionantes. Além de iluminação embutida, o totó conta com sistema de som bluetooth, telões com o nome da Arena MRV e, também, a possibilidade de personalizar com a marca do comprador. Tudo para deixar a experiência mais próxima da realidade.

Para enviar a peça até Belo Horizonte, os criadores precisaram viajar de carro até Foz do Iguaçu e contratar uma transportadora, que completou o serviço. "Agora, o atleticano poderá ter a tão sonhada Arena MRV para jogar, literalmente, em casa", publicou o perfil oficial do estádio.

Antes do estádio brasileiro, o primeiro no País a ter uma mesa oficial, La Bombonera, estádio do Boca Juniors, Monumental de Núñez (River), Santiago Bernabéu (Real Madrid) e o Estádio Azteca, no México, já haviam ganhado versões comercializadas pela empresa argentina, que vende os brinquedos de forma limitada.

Inclusive, Carlos Tévez, ex-atacante do Boca, recebeu um pebolim de La Bombonera em 2016, quando retornou da passagem pela Juventus, da Itália. O centro de experiências, anexo ao canteiro de obras da Arena MRV, foi o local escolhido para colocar uma das peças em tempo integral. A ideia do Atlético é atrair torcedores e parceiros comerciais para essa e outras atrações que se encontram na próxima casa do clube, prevista para ser inaugurada no final de 2022. Até agora, 40% das obras foram concluídas.

Estadão
Publicidade
Publicidade