6 eventos ao vivo

Patric afirma que Atlético-MG vai usar a Sul-Americana para se redimir de crise

Após cinco derrotas seguidas no Brasileiro, time se apega à semifinal contra o Colón para diminuir crise

18 set 2019
16h41
atualizado às 16h41
  • separator
  • 0
  • comentários

Em um momento complicado depois da quinta derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro - para os reservas do Internacional por 3 a 1, no domingo passado, em Belo Horizonte -, os jogadores do Atlético-MG tiveram de encarar um protesto de torcedores, na noite de terça-feira, no Aeroporto Internacional de Confins, antes do embarque à Argentina para a primeira partida das semifinais da Copa Sul-Americana contra o Colón. Na chegada em Rosário, na manhã desta quarta, o lateral-direito Patric comentou sobre o ocorrido e diz saber o que o time tem de fazer em campo para se redimir com a torcida.

"O torcedor compareceu no aeroporto para pedir que a gente jogue por eles, por nós, pela instituição, pelo Galo. É isso que a gente veio fazer. O torcedor confia em nosso trabalho. Foram alguns jogos ruins, mas que iremos apagar e construir nosso caminho de novo. Vamos colocar o vagão nos trilhos certinho para que a gente possa desempenhar bem", disse Patric, que ouviu muitos pedido de raça e entrega em campo.

Patric garante que time terá espírito lutador em semifinal
Patric garante que time terá espírito lutador em semifinal
Foto: Bruno Cantini/Divulgação / Estadão

"Chegou nosso momento de dar a cara, deixar o amor, o coração no campo, para a gente fazer o que gosta de fazer. É jogo para sair sangrando, esgotado de dentro de campo, e levar um bom resultado para Belo Horizonte", prosseguiu o lateral-direito.

Os jogadores que mais sofreram com a ira dos torcedores no aeroporto foram o meia equatoriano Cazares, chamado de "cachaceiro" pelos atleticanos, e o colombiano Chará. Houve ainda protestos contra o presidente Sérgio Sette Câmara e o diretor de futebol Rui Costa.

Atlético-MG e Colón iniciam a disputa da semifinal da Copa Sul-Americana nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), no estádio Brigadier General Estanislao López, na cidade de Santa Fé. O jogo da volta será realizado no próximo dia 26, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. A outra briga pela vaga na decisão envolve Corinthians e Independiente del Valle, do Equador.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade