PUBLICIDADE
Logo do

Atlético-MG

Meu time

Hulk analisa empate com o Boca e celebra primeira vez na Bombonera: "Vai ficar para a história"

13 jul 2021 22h23
| atualizado às 22h23
ver comentários
Publicidade

Nesta terça-feira, o Atlético-MG empatou com o Boca Juniors por 0 a 0 na Bombonera, na Argentina, pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores de 2021. Apesar de estar atuando longe de casa, Hulk destacou que o Galo poderia ter conquistado um resultado melhor.

"São duas finais. Cada jogo é decisivo. A gente veio aqui para tentar buscar a vitória, claro que respeitando o Boca, que é uma equipe grande também. Infelizmente, não conseguimos a vitória, mas saímos daqui com o empate e vamos decidir na próxima semana, no nosso estádio. Esperamos estar bem melhores, errar menos e poder aproveitar ao máximo", analisou após o jogo.

O experiente atacante também aproveitou para comentar sobre a sensação de pisar no gramado da Bombonera pela primeira vez.

"Sensação única. A gente queria que esse estádio estivesse lotado. A torcida do Boca é uma torcida maravilhosa, assim como a nossa. Jogar nesse estádio, um estádio histórico, eu fico muito feliz por ter tido essa oportunidade. Saio daqui lisonjeado por ter tido essa oportunidade de jogar aqui com o Galo, contra uma grande equipe, num estádio maravilhoso e, com certeza, vai ficar para a história", finalizou.

Atlético e Boca voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, às 19h15 (de Brasília), dessa vez no Mineirão, em Belo Horizonte. Quem vencer avança às quartas de final. Se houver mais um empate sem gols, a decisão vai aos pênaltis. Já em caso de uma igualdade com tentos, os argentinos se classificam.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade