3 eventos ao vivo

Galo vence nos acréscimos e segue isolado na liderança do Mineiro

9 mar 2019
18h51
atualizado às 19h02
  • separator
  • 0
  • comentários

O Atlético precisou dos acréscimos do segundo tempo para conseguir a vitória sobre a Patrocinense, por 1 a 0, na tarde deste sábado, em Patrocínio, duelo válido pelo Campeonato Mineiro. O resultado garantiu a liderança do Galo no regional com 22 tentos.

Não foi uma partida fácil. A equipe preto e branca teve dois tempos de pouca inspiração e conseguiu ser muito superior apenas nos primeiros minutos do segundo tempo, mas com poucas chances claras. No finalzinho, a equipe de Belo Horizonte conseguiu uma ótima jogada e Alerrandro marcou o tento, chegando à artilharia do Campeonato Mineiro com cinco gols, empatado com Ricardo Oliveira.

O Atlético volta a campo na próxima terça-feira, contra o Nacional, no Uruguai, às 21h30 (de Brasília). Pelo Campeonato Mineiro, o Galo enfrenta o América, no próximo domingo (17), às 16h (de Brasília), no Mineirão. A Patrocinense recebe o Boa Esporte, no sábado, às 17h, em Patrocínio.

Primeiro tempo

O Atlético entrou em campo com olhares atentos na Copa Libertadores, na próxima terça-feira. Por isso, o técnico Levir Culpi - assim como vem fazendo nos últimos jogos do Campeonato Mineiro - colocou o time inteiro alternativo. A situação tem se mostrado confortável diante das boas atuações dos reservas, atualmente lideres do torneio regional - isso com Cruzeiro e América disputando o mesmo campeonato com seus grupos principais.

Do outro lado do gramado, porém, tinha uma das melhores campanhas do interior de Minas Gerais. O Atlético sabia que não teria vida fácil na partida em Patrocínio.

E não foi. A Patrocinense travou o duelo no meio campo e não deu grandes oportunidades ao Galo nos primeiros minutos. A equipe de Belo Horizonte, mais forte mesmo sendo o time reserva, ficava com a bola nos pés. Mas não conseguia criar nada de produtivo. O jogo era sonolento.

O Patrocinense aproveitava o conforto de conseguir travar as ações do Galo e também não se arriscava. Aos 12, Leandro Oliveira chegou com o time de Patrocínio pela primeira vez: o meia recebeu a bola na área e chutou, mas não teve sorte.

O Galo passou a intensificar sua presença no ataque, mas não conseguia ser claro. Aos 26, em cobrança de escanteio, a zaga da Patrocinense falhou e a bola parou no travessão. Esta, inclusive, foi a melhor chance do Galo na primeira etapa.

Na saída para os vestiários, o meia Vinícius disse que algo ruim para o Atlético tem sido a situação do gramado.

Segundo tempo

Na volta para a etapa complementar, o Atlético teve atuação melhor. Se mostrou um time mais vertical, com chegadas mais claras e criação de jogadas, melhorando consideravelmente o nível do jogo.

A entrada de Nathan contribuiu para o Atlético ter uma postura menos sonolenta e muito mais ofensiva em relação ao primeiro tempo. Não que Nathan tenha crédito na equipe, todavia, Levir entrou em campo com dois primeiros volantes. A saída de José Welison claramente é pensando na próxima terça-feira, já que Adilson está suspenso.

Até os 20 minutos o Galo chegou com alguma qualidade, conseguiu ser criativo e levou um certo perigo. Depois caiu novamente nos mesmos erros e sonolência da etapa inicial.

Aos 30 minutos, o Galo chegou com bastante perigo e Terans conseguiu ótimo desvio. A bola passou pelo lado com muito perigo.

O Galo conseguiu a vitória nos acréscimos. Aos 45, Nathan lançou para Guga que deixou na medida para Alerrandro marcar.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO 1 X 0 PATROCINENSE

Local: Estádio Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio (MG)

Data: Sábado, dia 09 de março de 2019

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: Igor Júnio Benevenuto

Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer e Magno Arantes Lira

Cartões: Ian, Davi Lopes, Dedê (Patrocinense);

Gol: Alerrandro, aos 45 do segundo tempo (Atlético)

ATLÉTICO - Cleiton; Guga, Iago Maidana, Matheus Mancini e Hulk (Renan Guedes); Zé Welison (Nathan) e Adilson; Chará, Vinícius (Leandrinho) e David Terans; Alerrandro

Técnico: Levir Culpi

PATROCINENSE - Júlio César (Cleysson), Kellyton, Betão, Juninho, Ian, Davi Lopes, Arilson, Dedê, Leandro Oliveira (Felipe Alves), Giovanni Pavani (Lucas Chinaqui), Tony Galego

Técnico: Rodrigo Fonseca

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade