0

Di Santo comemora gol, mas afirma "não ser a solução" e elogia Ricardo Oliveira

10 set 2019
23h53
atualizado às 23h53
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de três jogos seguidos sem marcar no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG voltou a balançar as redes na derrota para o Botafogo, com o atacante Franco Di Santo. O argentino comemorou o primeiro tento feito com a camisa do Galo, que também encerrou seu jejum de 18 meses sem gols.

Di Santo marcou o único gol do Atlético-MG contra o Botafogo (Foto: Foto: Bruno Cantini/Atlético)
Di Santo marcou o único gol do Atlético-MG contra o Botafogo (Foto: Foto: Bruno Cantini/Atlético)
Foto: Gazeta Esportiva

"Estou feliz por ter marcado, mas triste porque perdemos. O atacante vive de gols e por isso entendo o Ricardo, porque foi duro para mim ficar tanto tempo sem marcar. O clube confiou em mim e quero retribuir. O Atlético é uma mudança na minha história. Nunca tinha jogado na América do Sul profissionalmente", declarou o jogador de 30 anos.

Di Santo ainda negou que sua chegada irá resolver os problemas do ataque atleticano e tratou de elogiar o companheiro de posição Ricardo Oliveira. "Não creio que eu seja a solução. A princípio, venho para complementar a equipe. O Ricardo faz muitas coisas para o time, ele é a nossa referência. Eu como atacante não entendo as críticas, porque ele está fazendo um trabalho que ninguém vê. O Ricardo nos dá muita experiência não só como atacante, mas como líder em campo também", completou o argentino.

Ocupando a oitava colocação no Campeonato Brasileiro, com 27 pontos conquistados, o Atlético-MG volta a campo pela competição no próximo domingo (15), às 11h (de Brasília), quando recebe o Internacional no Independência, em Belo Horizonte.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade