PUBLICIDADE
Logo do

Atlético-MG

Meu time

Daronco diz que venceria Hulk em uma briga: "Estou grandão"

Árbitro gaúcho é figurinha carimbada do futebol brasileiro, principalmente pelo porte físico diferenciado

24 nov 2021 11h21
| atualizado às 12h39
ver comentários
Publicidade

Com o verão chegando, as academias espalhadas pelo Brasil voltam a receber intenso movimento. Entre os marombeiros, Anderson Daronco é presença certa. É inegável que o experiente árbitro chama a atenção pelo porte físico avantajado, mas, com a chegada do atacante Hulk no Atlético-MG, o gaúcho ganhou um concorrente de peso para o posto de figura mais forte do futebol brasileiro.

Daronco e Hulk se encontraram pela primeira vez em Atlético-MG x São Paulo (Reprodução/Premiere)
Daronco e Hulk se encontraram pela primeira vez em Atlético-MG x São Paulo (Reprodução/Premiere)
Foto: Lance!

Desde o encontro da dupla, na vitória do Atlético-MG sobre o São Paulo, ainda na terceira rodada do Brasileirão, o debate sobre quem ostenta o porte físico mais diferenciado dominou a internet.

E Daronco não titubeou. Questionado sobre um hipotético combate contra Hulk, o árbitro garantiu que levaria a melhor. O gaúcho ainda afirmou que já esperava a enxurrada de brincadeiras assim que soube da contratação do atacante.

"(Na mão eu dou um pau no Hulk), sim. Vou contar uma coisa sobre esse meme. Eu já sabia que isso ia acontecer. Logo que teve a transferência do Hulk para o futebol brasileiro, eu imaginei: 'Os caras vão inventar alguma graça assim que eu apitar o primeiro jogo do Atlético-MG'. E, por acaso, foi um jogo de rede aberta. Eu até brinquei quando saiu a escala. Falei para os bandeirinhas: 'Pronto. Vão inventar moda. Na primeira bola que a gente passar perto um do outro, vai sair algo nesse sentido", disse Anderson Daronco, ao canal Desimpedidos, no Youtube.

Em seguida, Daronco, em tom bem-humorado, cravou que supera fisicamente o destaque do Atlético-MG.

"Mas eu não sou trouxa. Eu esperei, na hora do aquecimento, aquela hora que a gente passa no túnel, antes do jogo, de entrar no campo. Pensei: 'Vou passar do lado do cara, para ver se eu sou maior'. Se eu fosse maior, eu ia ficar do lado dele durante o jogo e uma hora isso ia aparecer. Agora, se ele fosse maior, eu ia correr. Aí, na hora do jogo eu já vi. É uma proporção tipo eu e o Amaral (ex-Palmeiras e Corinthians). Ele é baixo. Aí, eu disse: 'Estou grandão'. Aí, durante o jogo, teve uma situação que eu fiz questão de ficar junto, só esperando o meme. (Em termos de 'bumbum'), eu ia perder feio", brincou.

Lance!
Publicidade
Publicidade