0

Atlético-MG

Botafogo se despede da Série A com empate contra Atlético-MG

Beto Nociti / Futura Press
7 dez 2014
19h21
atualizado às 19h46
  • separator
  • 0
  • comentários

Botafogo e Atlético-MG empataram sem gols na tarde deste domingo, no Estádio Mané Garrincha, no Distrito Federal. O jogo marcou a despedida das equipes do Campeonato Brasileiro de 2014. O rebaixado time carioca, que conseguiu somar ponto depois de seis derrotas seguidas, chegou aos 34, na penúltima colocação. Já o alvinegro mineiro acabou a competição na oitava posição, com 54 pontos.

Botafogo foi rebaixado antecipadamente para a Série B de 2015
Botafogo foi rebaixado antecipadamente para a Série B de 2015
Foto: Beto Nociti / Futura Press

O jogo foi de baixo nível técnico. O Atlético foi bem melhor no primeiro tempo, mas os atacantes desperdiçaram muitas oportunidades. Na etapa final, caiu de rendimento. O Botafogo repetiu o que tem mostrado nas últimas partidas. Um time sem organização e sem qualquer poder ofensivo.

A primeira chance de gol foi criada pelo Atlético, aos 4min. O lateral direito Alex Silva arrancou pelo meio da defesa carioca, se livrou de André Bahia, mas foi bloqueado por Régis na hora do chute. O Botafogo encontrava dificuldade para se organizar e não conseguia chegar nas proximidades da área mineira. Só aos 5min é que Yuri Mamute arriscou de longe, mas não levou perigo.

O Atlético-MG continuava melhor e, aos 9min, Carlos criou uma boa oportunidade, mas tentou o gol por cobertura e acabou colocando a bola por cima do travessão. O time dirigido por Levir Culpi seguia mandando na partida e, aos 21, Carlos teve nova chance, mas André Bahia chegou na hora e evitou a conclusão. Um minuto depois, o mesmo Carlos, o mais ativo dos atacantes, bateu forte, mas encobriu o gol defendido por Helton Leite.

O Botafogo não conseguia se organizar dentro de campo e apenas se preocupava em bloquear as investidas adversária. Os atacantes quase não recebiam passes em boas condições, facilitando a tarefa dos defensores mineiros.

Aos 37min, o time desperdiçou outra chance. Carlos recebeu na área, se livrou da marcação de Fabiano, e bateu por cima da trave. No último lance importante do primeiro tempo, Marion recebeu bom passe e concluiu mal.

O Botafogo voltou com o atacante Maikon no lugar de Bruno Corrêa, tentativa do técnico Vagner Mancini de aumentar o poder ofensivo. E, logo aos 3min, Maikon mostrou o cartão de visita ao emendar de primeira um cruzamento da direita. A bola passou perto da trave. A resposta mineira veio aos 6min, em chute perigoso de Marion. No minuto seguinte, Dodô chutou com grande perigo.

A equipe comandada por Levir Culpi reassumiu o controle do jogo e, aos 8min, Pierre chutou e Helton Leite fez grande defesa. O Botafogo voltou a se concentrar na defesa, tentando impedir que o adversário chegasse ao gol. Assim, só voltou a incomodar aos 22min: Fabiano experimentou de longe e Uilson espalmou para escanteio.

Os times mostravam um certo desinteresse, que se refletia no ritmo lento da partida, e erravam muitos passes. Enquanto isso, na arquibancada, torcedores dos clubes se desentenderam e acabaram detidos. Só aos 41min é que o Atlético voltou a incomodar e Carlos reclamou de ter sido derrubado por Andreazzi, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade