PUBLICIDADE
Logo do Atlético-MG

Atlético-MG

Favoritar Time

Atlético-MG recebe o Caracas e mira a liderança geral da fase de grupos da Libertadores

Galo também busca assegurar o primeiro lugar da chave

28 mai 2024 - 07h36
(atualizado às 07h48)
Compartilhar
Exibir comentários
Galo pode igualar campanha da fase de grupos de 2013, ano que foi campeão da competição
Galo pode igualar campanha da fase de grupos de 2013, ano que foi campeão da competição
Foto: Pedro Souza / Atlético-MG / Esporte News Mundo

Atlético-MG e Caracas se enfrentam nesta terça-feira (28), às 19h, na Arena MRV, em jogo válido pela última rodada do Grupo G da Libertadores. Com 12 pontos e na liderança da chave, o Galo precisa de um empate para terminar na ponta. Uma vitória, aliada a combinações de resultados, pode fazer com que o Alvinegro finalize a fase de grupos na liderança geral. 

Para isso acontecer, além de vencer, o Atlético precisa secar o Palmeiras, Talleres e River Plate, que têm 13 pontos cada, e que enfrentam San Lorenzo, São Paulo e Deportivo Táchira (Venezuela), respectivamente. Os jogos serão na quinta-feira (30). Os três times podem chegar a 16 pontos, em caso de vitória, e passariam o Galo, que pode somar no máximo 15 - desempenho igual ao de 2013, ano em que foi campeão do torneio. 

Apesar de almejar a melhor campanha da fase de grupos para poder decidir os jogos do mata-mata em casa, o Galo, primeiramente, precisa garantir o simples que é: a liderança do grupo. Isso porque se o Atlético perder para os venezuelanos e o Penarol (Uruguai), que é o segundo colocado e soma nove pontos, ganhar do Rosario Central (Argentina), o time mineiro terminaria como vice-líder da chave.   

Para evitar que isso aconteça, Gabriel Milito vai escalar força máxima para o duelo de logo mais. O Alvinegro vem de duas derrotas para Penarol e Sport. Hulk, que deve retornar ao time titular. O zagueiro Rômulo pode iniciar entre os 11 pela primeira vez. O jogador agradou o treinador nas duas vezes que foi acionado. Otávio e Rubens seguem lesionados e estão fora. O volante Paulo Vitor iniciou a transição nessa segunda (27), mas não deve ser relacionado. 

Com isso, o Galo deve jogar com Everson; Saravia, Rômulo, Battaglia e Guilherme Arana; Alan Franco, Igor Gomes, Zaracho e Scarpa; Hulk e Paulinho.

O time mineiro tem retrospecto positivo contra equipes da Venezuela. Em 11 confrontos, são nove vitórias e dois empates. Inclusive, venceu o Caracas fora de casa, por 4 a 1, na estreia.

Lanterna da chave com apenas um ponto, o time venezuelano apenas cumpre tabela em Belo Horizonte. Para o duelo, o técnico Henry Meléndez deve mandar a campo: Wuilker Fariñez; Francisco La Manthia, Ruberth Quijada, Bianneider Tamayo, Luis Cassiani; René Rivas, Brayant Ortega, Daniel Padilla, Ender Echenique; Danny Pérez e Edwin Pernía.

A partida terá o apito de Guillermo Guerrero, Dennys Guerrero e Danny Ávila. Todos do Equador. O chileno Benjamín Saravia será o 4º árbitro. 

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade