0

Atlético-MG lamenta 'tarde para esquecer' após perder pênaltis e empatar em casa

A equipe de Rodrigo Santana agora foca as atenções na Copa Sul-Americana. Na quarta-feira, o time enfrenta o Botafogo, no Engenhão, no Rio

21 jul 2019
20h57
atualizado às 20h57
  • separator
  • 0
  • comentários

"Foi uma tarde para esquecer". Foi assim que o atacante Geuvânio resumiu o empate do Atlético-MG, por 2 a 2, com o Fortaleza, neste domingo à tarde, pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os alvinegros abriram 2 a 0, permitiram a igualdade no segundo tempo e ainda tiveram oportunidades de sair com a vitória, mas perderam dois pênaltis. O desempenho fez a equipe ser vaiada após o apito final no estádio Independência, em Belo Horizonte.

"A gente começou bem. Acabamos tomando dois gols em dois lances isolados e levamos o empate. Tivemos mais chances claras de gol no final. Foi uma tarde para esquecer. Aproveito para pedir desculpas, o torcedor tem razão de estar chateado", comentou Geuvânio.

Na mesma linha do atacante, Elias também lamentou o empate. "Nós fomos avisados no intervalo de que era pra ter matado o jogo. Tivemos chances e não fizemos. Aí a equipe começa a sofrer um pouco atrás e toma os gols. Time que quer ser campeão não pode acontecer isso", disse o volante.

O zagueiro Réver procurou dividir as falhas do time com todos, inclusive inocentando as duas penalidades máximas perdidas quando o jogo estava empatado por 2 a 2. O chute de Alerrandro foi defendido por Felipe Alves, mas o VAR apontou o avanço do goleiro antes da cobrança. A segunda batida foi de Luan e o goleiro praticou nova intervenção para manter a igualdade no placar. "Acho que nestes dois lances os méritos foram do goleiro deles", explicou Réver.

Com o empate, o Atlético-MG perdeu a oportunidade de assumir o terceiro lugar do Brasileirão e diminuir a diferença para os líderes. O time mineiro segue em quarto, com 20 pontos, um atrás do Flamengo. Na próxima rodada pega o Goiás, domingo, dia 28, em Goiânia (GO).

A equipe de Rodrigo Santana agora foca as atenções na Copa Sul-Americana. Na quarta-feira, o time enfrenta o Botafogo, no Engenhão, no Rio, pelo jogo de ida das oitavas de final.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade