1 evento ao vivo

Atlético festeja melhor jogo fora de casa e minimiza má fase de Ricardo Oliveira

Triunfo completa uma sequência de três vitórias da equipe mineira por competições diferentes

7 jun 2019
10h13
atualizado às 10h16
  • separator
  • comentários

A classificação às quartas de final da Copa do Brasil veio com a melhor atuação do Atlético Mineiro como visitante nesta temporada. Essa foi a avaliação do técnico interino Rodrigo Santana após o triunfo por 2 a 1 sobre o Santos, de virada, na noite de quinta-feira, no estádio do Pacaembu. Antes, no confronto de ida das oitavas de final, as equipes haviam empatado por 0 a 0, em Belo Horizonte.

"Acredito que foi o melhor jogo nosso fora de casa, pela dificuldade que o adversário impõe. Eles tinham bastante volume de jogo e a nossa equipe sempre muito centrada, acreditando que dava para sair classificada, e conseguimos vencer fora de casa", destacou o treinador.

O triunfo completou uma sequência de três triunfos do Atlético-MG por competições diferentes, o que o classificou às oitavas de final da Copa Sul-Americana, o deixou na vice-liderança do Campeonato Brasileiro e agora garantiu a passagem às quartas de final da Copa do Brasil.

O aspecto negativo no triunfo sobre o Santos foi o aumento do jejum de Ricardo Oliveira. O centroavante não marca um gol desde 27 de abril, tendo passando em branco nos últimos oito jogos que disputou. Porém, Santana, que o trocou por Alerrandro durante o segundo tempo, preferiu elogiar a importância tática do veterano.

"Segura muito o zagueiro, o adversário se preocupa muito com ele e é onde a gente consegue encontrar algumas brechas para infiltrar atrás dos zagueiros. Foi aí que o Chará foi muito inteligente, o Cazares muito preciso nos lançamentos, nessas bolas de profundidade, e conseguimos encontrar o gol", comentou.

O adversário do Atlético-MG nas quartas de final da Copa do Brasil vai ser conhecido na segunda-feira, em sorteio. Antes, no domingo, o time vai reencontrar o Santos, mas agora na Vila Belmiro e em duelo válido pela oitava rodada do Brasileirão.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade