PUBLICIDADE
Logo do

Atlético-MG

Favoritar Time

Apresentado no Atlético-MG, Ademir herda camisa de Diego Costa e afirma: "Estou aqui para buscar meu espaço"

24 jan 2022 18h41
| atualizado às 18h41
ver comentários
Publicidade

Ao lado do diretor executivo Rodrigo Caetano, o atacante Ademir foi apresentado nesta segunda-feira como novo reforço do Atlético-MG para 2022. Vindo do rival América-MG, o jogador herdou a camisa 19, de Diego Costa, e se mostrou pronto para brigar por seu espaço na equipe.

"Estou aqui trabalhando para buscar meu espaço. Tenho certeza que quem vai sair vitorioso é o grupo, com essas peças de tanta qualidade. Então é trabalhar, ter tranquilidade, respeitar a escolha do treinador e continuar buscando o meu espaço aqui. Sei que tenho a ajudar muito o clube neste ano", comentou o atleta.

"Vou me dedicar muito, dar o meu melhor, e se Deus quiser chegar ao meu maior nível até hoje. Quero fazer muitos gols, distribuir assistências e, se Deus quiser, conquistar títulos. Vamos em busca de grandes coisas", completou.

Questionado quanto ao pré-contrato que havia assinado com o Galo, quando ainda atuava pelo Coelho, Ademir revelou que desejava se transferir de imediato ao atual campeão brasileiro, mas ressaltou seu profissionalismo.

"A intenção eu tive sim, mas respeitei a opinião do meu ex-clube, o América, a opção deles de não me liberar, porque contavam comigo para a temporada, que era muito importante. A partir do momento em que ficou tudo acertado dessa forma, me dediquei ao máximo para sair bem e deixar o clube na melhor situação, e foi o que aconteceu", revelou o atacante.

"Profissionalismo e caráter a pessoa tem que ter sempre. Podem ter certeza que o clube fez a escolha certa. Trouxe um profissional de caráter, e vamos colher muitos frutos juntos", disse Ademir.

O atleta de 26 anos assinou um contrato até dezembro de 2024 com o Atlético-MG, após dois anos históricos no rival da cidade, se destacando na campanha do América na Copa do Brasil de 2020, onde o clube chegou as semifinais, e no Campeonato Brasileiro de 2021, conquistando a inédita vaga na Copa Libertadores. Na última temporada, foram 44 jogos, cinco assistências e 15 gols marcados.

"Eu tenho algo em minha mente que tenho que estar sempre evoluindo. Então creio que este vai ser um ano melhor do que os anos anteriores. Essa é minha meta, e estou trabalhando para isso no dia a dia, física e mentalmente também. Vou conseguir, sem dúvida nenhuma, fazer um grande ano aqui e ajudar o clube nos grandes objetivos que a gente tem", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade