3 eventos ao vivo
Logo do Seleção Argentina
Foto: terra

Seleção Argentina

Estádio argentino passará a se chamar Diego Maradona

18 dez 2020
21h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O governador de Buenos Aires, Axel Kicillof, informou nesta sexta-feira que o estádio Unico Ciudad de La Plata será renomeado como Diego Armando Maradona.  O anúncio foi feito durante um evento no local, que contou com a presença do presidente argentino Alberto Fernández e a vice Cristina Kirchner.

"Resolvemos renomear este estádio porque o Diego também é único e merece que este estádio tenha o seu nome", disse Kicillof.

O estádio foi a última casa de Maradona no futebol, já que é o palco dos jogos do Gimnasia, clube que o ídolo argentino comandava até falecer, no dia 25 de novembro de 2020. Dios, como era conhecido, morreu aos 60 anos, vítima de uma parada cardiorrespiratória.

Este, inclusive, não é o primeiro estádio que mudou de nome para homenageá-lo. Recentemente, o Napoli informou que o San Paolo também passará a carregar o seu nome.

Outra novidade anunciada pelo governador de Buenos Aires foi a mudança do nome de uma das arquibancadas da arena.

"Perdemos tantas coisas este ano. Também aqui em La Plata perdemos outro atleta formidável, por isso vamos denominar uma das arquibancadas deste estádio, a tribuna de Alejandro Sabella", comunicou.

Ídolo do Estudiantes, outra equipe que manda seus compromissos no estádio Unico Ciudad de La Plata, e técnico da Seleção Argentina na Copa de 2014, levando o time até a final do torneio, Sabella morreu semanas depois de Maradona, aos 66 anos. O ex-comandante estava internado desde o fim de novembro, depois de sofrer uma arritmia a partir de um quadro de retenção de líquidos.

Veja também:

Veja os números dos principais nomes do Flamengo na campanha do octa!
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade