0

Em busca da reabilitação, técnico da Arábia promete "maior esforço"

19 jun 2018
15h42
  • separator
  • 0
  • comentários

A estreia foi a pior possível. A Arábia Saudita sofreu uma goleada histórica para a Rússia por 5 a 0, na abertura da Copa do Mundo de 2018. Entretanto, o técnico Juan Antonio Pizzi tem plena confiança em seus atletas, e garante que o time será bem mais competitivo diante do Uruguai:

"Tenho confiança em meus jogadores e também confio que amanhã faremos uma boa partida, e que vamos tentar ganhar do Uruguai. Está claro que nós temos outras prioridades, além de ganhar. Temos que nos recuperar, mostrar nossa capacidade competitiva, e isso é também nossa prioridade na preparação para o jogo de amanhã", afirmou o treinador.

O comandante da equipe árabe também foi questionado sobre como seria possível bater o time dirigido por Óscar Tabarez, e que conta com Cavani e Suarez no comando de ataque: "Nós temos que mostrar capacidade competitiva. É a única maneira de disputar uma partida, ainda mais diante de uma equipe que faz dessa característica combativa uma de suas principais bandeiras. Para equilibrar o potencial que tem o Uruguai, o mínimo que precisamos fazer é combater com a mesma energia que o Uruguai", analisou Pizzi.

Por fim, o técnico foi questionado se houve um susto do plantel durante a viagem rumo a Rostov, depois de uma das asas do avião ter pegado fogo. O espanhol garantiu que a equipe não sentiu praticamente nada: "Nós vimos as fotos, mas não sabemos mais nada, não temos nenhuma outra informação. Não sentimos medo, não houve pânico. Confiamos no piloto e naqueles responsáveis pelo voo. Não nos sentimos inconfortáveis e isso não vai afetar nossa performance amanhã", disse o comandante.

A Arábia Saudita encara o Uruguai nesta quarta-feira às 12h00 (horário de Brasília), em Rostov. A equipe é lanterna do Grupo A, que ainda conta com Rússia e Egito.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade