PUBLICIDADE

Ao L!, boxeador Eduardo Costa 'Pará' fala sobre relação com o São Paulo e admiração por Éder Jofre

Atleta que defendeu por várias temporadas o Tricolor, contou sua paixão pelo time e inspiração com a lenda do boxe, que também lutou pelo clube paulista

24 mai 2022 17h02
ver comentários
Publicidade

O boxeador Eduardo Costa 'Pará' defendeu por várias temporadas o São Paulo Futebol Clube, e fará a sua sexta participação no Boxing For You, um recorde entre os homens. Ao LANCE!, o atleta falou sobre essa relação com com o Tricolor e a expectativa para o evento, que será realizado no dia 29 de maio, na Arena de Lutas, em São Paulo.

Eduardo Costa 'Pará' vem em grande fase no boxe brasileiro (Foto: Mario Palhares)
Eduardo Costa 'Pará' vem em grande fase no boxe brasileiro (Foto: Mario Palhares)
Foto: Lance!

- Minha relação com o São Paulo foi uma oportunidade feita através de promessas, tanto da minha parte, como deles. Não fui só uma vez campeão brasileiro, acabei sendo tri-campeão, levantei a bandeira do São Paulo com muito orgulho, sou torcedor, fico feliz em traz essas glórias. O São Paulo acabou não conseguindo me manter como atleta profissional, mas eu continuo torcendo bastante, vou no estádio sempre que posso, fiquei feliz de trazer essa alegria para o torcedor São Paulino - afirmou o lutador.

Eduardo também falou da idolatria que tem por Éder Jofre, ex-boxeador e uma lenda do esporte, que também lutou pelo São Paulo.

- Éder Jofre é minha inspiração, um cara que veio lá de baixo, subiu mostrando a diferença, dando orgulho para o pai dele, para família dele, esse era o intuito. Levantar a bandeira do São Paulo igual ele fez me deixou muito feliz, eu consegui apertar a mão dele, ele segurou meu cinturão de campeão brasileiro. O cara é uma lenda viva, tenho grandes chances de chegar onde ele chegou, estou caminhando para isso, para o topo - disse Eduardo.

VEJA MAIS TÓPICOS DA ENTREVISTA COM EDUARDO COSTA 'PARÁ'

COMEÇO NO BOXE

- Bom saber que eu sou um dos nomes do boxe brasileiro. Eu comecei novo, tinha 13 anos, queria trazer orgulho para minha família, principalmente para o meu pai. Me encontrei no esporte, no boxe, contra todas as dificuldades, é uma prática de risco querendo ou não. Eu fui conquistado cada passo de uma vez, já consegui conquistar três títulos no boxe profissional brasileiro, que era o meu sonho, continuo seguindo nesse esporte que eu amo. Sofri bullying quando eu era novo, usava óculos, mas isso não me afetou.

PREPARAÇÃO PARA A NOVA CATEGORIA NO B4Y

- Minha preparação não mudou muito para essa nova categoria, continuo pegando firme nos treinos, sempre com bons e fortes lutadores. Eu quero dar o nocaute, igual eu tenho feito nos outros eventos, trabalhando duro, a gente chega lá. Eu não me intimido seja por tamanho, seja por força, braço, pode vir qualquer um que a gente está preparado, quando eu me preparo, tudo é possível.

PLANOS PARA O FUTURO

- Nos próximos 5 anos, eu espero já ter ganho um dos cinturões das entidades, da ABO, IBF, esse é meu sonho, marcar meu nome na história do Brasil, entrar para os campeões mundiais. Com muita fé, muito trabalho duro, a gente conquista.

Lance!
Publicidade
Publicidade