1 evento ao vivo

Agora senador, Manny Pacquiao deve retornar aos ringues em abril

11 jan 2017
10h42
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Manny Pacquiao já chegou a anunciar sua aposentadoria em abril de 2016, retornou ao ringue em novembro do mesmo ano e agora parece estar disposto a vestir as luvas de boxe mais uma vez. A Duco Events, empresa responsável por promover a próxima luta do filipino, anunciou nesta quarta-feira que ele deverá mesmo entrar em ação novamente, agora contra o australiano Jeff Horn, no próximo dia 23 de abril, com local ainda indefinido.

Após o combate contra Floyd Mayweather, denominado como "a luta do século", em que acabou como derrotado, mas embolsando 100 milhões de dólares, Manny Pacquiao foi eleito senador nas Filipinas, porém, vem acumulando seu cargo público com a carreira de boxeador. Justamente pelo fato de ter responsabilidades com o Estado, a próxima luta do Pac-man poderá ser realizada em uma localidade próxima ao seu país, como Brisbane, uma das grandes cidades da Austrália.

"A preferência de todas as partes é que a luta seja realizada na Austrália, estamos trabalhando para que isso venha a acontecer", afirmou o diretor da Duco Events, Dean Lonergan.

Pelo fato do oponente de Pacquiao ser australiano, as chances da luta acontecer na terra do Canguru acabam sendo ainda maiores. A proximidade das Filipinas com o país vizinho leva a crer que muitos torcedores de Pacquiao possam, inclusive, sairem do país no qual o pugilista é senador para assistirem a luta. E os planos dos organizadores são grandes, já que planejam realizar o combate em um estádio.

"Espero de 3 a 4 mil filipinos voando para a Austrália. Será a maior luta da história da Austrália, mas até o dinheiro ser assegurado, temos que manter nossas outras opções, incluindo o Oriente Médio e os Estados Unidos", explicou Lonergan.

Veja também:

Reta final da temporada traz mais incertezas para os clubes brasileiros
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade