0

Wall Street fecha em novos recordes com esperanças comerciais

26 nov 2019
19h06
  • separator
  • 0
  • comentários

Os mercados de ações dos Estados Unidos fecharam em alta nesta terça-feira, com cada um dos principais índices de Wall Street alcançando novos recordes, após comentários otimistas do presidente Donald Trump sobre negociações comerciais compensarem alguns dados econômicos mais fracos do que o previsto.

Pessoas do lado de fora do prédio da Bolsa de Valores de Nova York. 15/09/2016. REUTERS/Brendan McDermid
Pessoas do lado de fora do prédio da Bolsa de Valores de Nova York. 15/09/2016. REUTERS/Brendan McDermid
Foto: Reuters

Trump disse que os EUA e a China estão próximos de um acerto para a primeira fase de um acordo comercial, embora tenha enfatizado o apoio de Washington aos manifestantes de Hong Kong, um ponto de discordância entre as duas maiores economias do mundo.

"No momento, a caracterização é de que as coisas estão muito boas, então estamos ganhando com isso, mas nada está concluído até que de fato esteja concluído", disse Scott Ladner, diretor de investimento da Horizon Investments. "Portanto, um padrão de espera é, infelizmente, um local muito apropriado para o mercado estar neste momento."

O índice Dow Jones subiu 0,2%, a 28.122 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,219553%, a 3.141 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,18%, a 8.648 pontos.

Walt Disney ganhou 1,30%, após a notícia de que seu serviço de streaming registra média de 1 milhão de novos assinantes por dia. A ação ajudou a manter o índice Dow Jones em território positivo, fornecendo cerca de 20 pontos.

Crescentes esperanças quanto a um acordo comercial sino-americano, sólidos indicadores econômicos dos EUA e resultados que superaram as expectativas na temporada de balanços empurraram as ações para cima. Os três principais índices marcaram recordes de fechamentos em cinco das últimas oito sessões.

Oito dos 11 principais setores do S&P 500 fecharam em alta. O setor de consumo discricionário avançou 0,81% e forneceu o maior impulso, guiado por um salto de 9,86% nas ações da Best Buy, após uma forte previsão de lucros para o quarto trimestre.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade