10 eventos ao vivo

Wall Street amplia perdas com foco em comércio e juros

11 out 2018
18h21
  • separator
  • comentários

Os índices acionários de Wall Street ampliaram as perdas nesta em uma sessão volátil nesta quinta-feira, com investidores preocupados com aumentos na taxa de juros se preparando para um impacto da guerra comercial nos lucros corporativos um dia antes do início da temporada de balanços do trimestre.

Pedestres caminham em Wall Street, perto da Bolsa de Valores de Nova York
02/04/2018
REUTERS/Shannon Stapleton
Pedestres caminham em Wall Street, perto da Bolsa de Valores de Nova York 02/04/2018 REUTERS/Shannon Stapleton
Foto: Reuters

O índice Dow Jones caiu 2,13 por cento, a 25.053 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 2,057307 por cento, a 2.728 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 1,25 por cento, a 7.329 pontos.

Em seu sexto dia consecutivo de perdas, o S&P fechou com baixa de 2,1 por cento após cair 3 por cento na véspera. Contudo, em seu menor ponto da sessão, o índice de referência caiu 2,7 por cento para seu nível mais baixo desde o princípio de julho.

O Nasdaq evitou por pouco confirmar uma correção. Durante a sessão, caiu 10,3 por cento em comparação seu recorde de fechamento do dia 29 de agosto, mas fechou o dia 9,6 por cento menor que a marca.

Investidores se preocuparam que o mercado acionário teria dificuldade de se recuperar em um cenário de uma união entre aumentos de juros e incertezas sobre quanto o crescimento dos ganhos seria afetado pela guerra comercial dos EUA com a China.

"As pessoas temem que isso será mais difícil de contornar se estamos vendo um pico cíclico nos lucros com essas duas forças contrárias, que não irão embora," disse o estrategista-chefe de mercado da JonesTrading, Michael O'Rourke.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade