1 evento ao vivo

Choperia economiza até R$ 4 mil com redução de desperdício

Após consultoria do Sebrae de MG, estabelecimento buscou mais eficiência no uso de água, energia elétrica e insumos na cozinha

2 dez 2015
07h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em um momento de crise econômica, a chave para manter seu negócio aberto talvez não seja a difícil – muitas vezes, impossível – missão de aumentar o faturamento, mas sim, a bem mais fácil tarefa de diminuir desperdícios. Medidas simples podem representar ganhos significativos em economia de recursos.

Como gerir uma empresa com poucos recursos?

Que o diga Augusto Freitas, sócio da Usina Choperia e Restaurante, estabelecimento da cidade mineira de Betim, que participou do Programa de Redução de Desperdícios do Sebrae de Minas Gerais: "Conseguimos reduzir os custos mensais em até R$ 4 mil".

O que parece magia é na verdade muita atenção aos detalhes. "Recebemos uma consultora do Sebrae que fez um diagnóstico dos nossos gastos com água, eletricidade e insumos de cozinha, para ver onde seria possível diminuir os desperdícios", conta Freitas.

Ao adotar medidas simples, como instalar lâmpadas de led e desligar luzes e aparelhos de TV em ambientes sem clientes, empresário reduziu gastos e conseguiu manter estabelecimento funcionando
Ao adotar medidas simples, como instalar lâmpadas de led e desligar luzes e aparelhos de TV em ambientes sem clientes, empresário reduziu gastos e conseguiu manter estabelecimento funcionando
Foto: g-stockstudio/Shutterstock

O empresário percebeu, por exemplo, que seu freezer de bebidas não precisava ficar ligado entre 1h e 16h, período em que o estabelecimento permanece fechado. "Implantamos um timer na geladeira para que ela ligasse e desligasse em horários determinados. Fizemos o mesmo com o freezer de comida, que alterna uma hora de funcionamento com outra sem funcionar, impedindo que ele descongele, mas economizando energia", diz Freitas.

O empresário também instalou lâmpadas de led - que consomem menos energia - na choperia e passou a desligar aparelhos de televisão e as luzes nos ambientes que estivessem sem clientes. Resultado? Cerca de R$ 1.200 de economia com eletricidade.

Com água, por sua vez, o estabelecimento conseguiu baixar os custos em torno de R$ 600 por mês, graças a medidas simples e eficientes. "Instalamos biqueiras nas torneiras que diminuem a pressão e aumentam a vazão. Além disso, fechamos os registros em certos horários e compramos uma máquina de lavar louça, pois é nisso que gastávamos mais água", lembra Freitas.

Foi na cozinha que o custo do desperdício apareceu de maneira mais gritante. "Começamos a pesar os ingredientes de cada prato, e criamos unidades de medida para o que não era possível pesar, como a mussarela usada em uma receita. Dessa forma, nossas refeições adquiriram um padrão único e saem com diferenças de poucos gramas entre elas", afirma Freitas, que acrescenta: "Com essa medida, economizamos R$ 2 mil por mês".

A consultoria do Sebrae durou cinco meses, e o empresário diz que, depois de aprender a metodologia, passou a aplicá-la também a outras áreas da choperia. "Agora calculamos com exatidão a espuma de cada chopp, para não desperdiçar, e também porcionamos e usamos sempre a mesma medida de fruta em cada suco."

Realista, Freitas finaliza: "Se não tivesse passado pelo processo de redução de desperdício, não sei se estaríamos funcionando ainda, e o investimento que fizemos para chegar a melhores resultados é muito baixo em relação aos benefícios".

 

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
Fonte: PrimaPagina
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade