PUBLICIDADE

Bolsa Empreendedor: Governo de SP dá auxílio para prejudicados pela pandemia

O Bolsa Empreendedor é um dos programas de assistência social e transferência de renda oferecidos pelo Estado de São Paulo. Leia mais sobre o assunto!

2 dez 2021 15h03
ver comentários
Publicidade
Empreendedores que forem selecionados podem receber uma bolsa-auxílio de R$ 1.000
Empreendedores que forem selecionados podem receber uma bolsa-auxílio de R$ 1.000
Foto: Shutterstock / Finanças e Empreendedorismo

O Governo de São Paulo está com inscrições abertas para o Bolsa Empreendedor, programa com o objetivo de apoiar empreendedores em situação de vulnerabilidade. No ar desde o dia 19 de novembro, as inscrições serão finalizadas em 03 de janeiro de 2022.

Esse é um benefício que faz parte do "Bolsa do Povo" e possui o propósito de oferecer ajuda a empreendedores formais e informais prejudicados pela pandemia de covid-19. 

A princípio, o Bolsa Empreendedor possui três pilares de ofertas para os participantes. São eles:

  • curso de qualificação empreendedora: que conta com cursos de empreendedorismo do SEBRAE, com fundamentos de negócio para criar ou fortalecer seu empreendimento;
  • apoio para a formalização de empreendedores: com orientações sobre a formalização de negócios via Microempreendedor Individual (MEI). Assim, esses empreendedores podem garantir direitos como aposentadoria, salário-maternidade e auxílio-doença;
  • bolsa-auxílio de R$ 1.000: com pagamento realizado em duas parcelas de R$ 500, conforme calendário do Governo.

Como funciona o Bolsa Empreendedor?

Para participar do programa, é necessário realizar inscrição no site www.bolsadopovo.sp.gov.br e escolher a  área "Bolsa Empreendedor". Após a inscrição, o interessado receberá um sms ou e-mail sobre a aprovação no programa.

Depois, o interessado receberá um novo sms ou e-mail, só que desta vez, será do Sebrae-SP com informações sobre horário e local do curso, sendo possível realizar de forma online ou presencial.

Caso aprovado, o empreendedor fará um curso de formação empreendedora do Sebrae. O módulo possui duração de uma semana, sendo 20h na formação presencial ou 10h na formação online.

Nesse mesmo período, durante o curso, o empreendedor receberá também informações de apoio para a formalização de negócio e abertura do Microempreendedor Individual (MEI). Aqueles que forem se formalizar possuem um prazo de dois dias úteis após o término do curso do Sebrae para efetivar sua formalização.

Aqueles que terminarem o curso e fizerem a abertura do MEI receberão uma bolsa de R$ 1.000, dividida em duas parcelas de R$ 500. O calendário de pagamento varia conforme o momento de finalização do curso do empreendedor. Esse valor será depositado como um voucher no cartão do Bolsa do Povo. 

Quem pode participar do Bolsa Empreendedor?

Podem participar do Bolsa Empreendedor aqueles que estão desempregados,são empreendedores informaisou já são um Microempreendedor Individual. Além disso, o programa priorizará vagas para os seguintes candidatos: 

  • mulheres;
  • pretos, pardos ou indígenas;
  • jovens de 18 a 35 anos;
  • pessoas com deficiência (PCDs);
  • famílias de baixa renda. 

Para mais informações, o empreendedor interessado pode entrar em contato pelos seguintes canais do programa e tirar dúvidas sobre o assunto. Confira abaixo:

  • através do site www.bolsadopovo.sp.gov.br
  • pelo telefone 0800 7979 800 (disponível de segunda a sexta, das 8h às 18h)
  • pelo WhatsApp (11) 98714-2645;
  • pelo número do Sebrae: 0800 570 0800
Finanças e Empreendedorismo
Publicidade
Publicidade