0

Sente-se sozinho? 10 dicas valiosas para você fazer amigos

Saber comunicar-se é fundamental para criar relacionamentos. Descubra o que fazer (e o que não fazer) para construir amizades verdadeiras.

  • separator
  • comentários

Speakers! Tudo bem?

Vocês já deixaram de seguir alguém nas redes sociais por alguma declaração de mau gosto ou por postagens excessivas? Já esperaram uns minutos a mais para não entrar no mesmo elevador que aquela pessoa que sempre fala de assuntos desagradáveis?

Provavelmente, a resposta é SIM para pelo menos uma dessas perguntas, não é mesmo? Bom, a verdade é que ninguém quer ser a pessoa bloqueada nas redes ou aquele colega de trabalho do qual todos fogem no fim do expediente...

Mas, no mundo de hoje, com tanta pressa e informação, é cada vez mais fácil se tornar essa tal pessoa, já que, atualmente – e, especialmente no Brasil –, qualquer conversa tem o potencial de se tornar uma discussão.

Sabe por que isso acontece, Speakers? Porque as pessoas estão cada vez mais focadas em adquirir conhecimento técnico, mas deixam de lado as suas habilidades de comunicação interpessoal.

Pense na melhor conversa que você já teve com alguém. Pensou? Essa conversa com certeza foi envolvente e te deixou inspirado e alegre. Em conversas assim, sentimos que fizemos uma verdadeira ligação com o outro e, mais que isso, que fomos perfeitamente compreendidos.

A comunicadora Celeste Headlee enumerou dez passos para sabermos comunicar melhor e termos mais conversas assim. A ideia, segundo ela, é sermos sempre mais agradáveis no nosso trabalho e na nossa vida pessoal. Confira essas dicas!

Foto: BBC

1- Concentre-se na conversa

Fazer mil coisas ao mesmo tempo é uma tendência atual, eu sei. Na hora de conversar com alguém, tente não fazer isso. Não pense no que você vai comer no jantar e não interrompa a conversa para ver suas mensagens no celular: esteja presente!

Se você quer que a outra pessoa te escute, é preciso começar a escutá-la. Mantenha a atenção na conversa e, com o tempo, você conseguirá desfrutar melhor dessa troca!

2- Evite ser o “sabichão” ou a “sabichona”

Para Celeste, é fundamental entrar em cada conversa assumindo que temos algo novo a aprender.

Quando partimos da ideia de que já sabemos tudo (ou que sabemos mais do que aquele com quem estamos conversando), perdemos a oportunidade de ouvir algo interessante. Logo, perdemos a chance de que o outro nos ouça.

Lembre-se: uma dose de humildade não faz mal a absolutamente ninguém, ok?

3- Usem perguntas mais amplas

Vamos imaginar uma situação, Speakers: seu amigo viajou por toda a América Latina. Quando ele voltou, você perguntou: “A sua viagem foi emocionante?”. Provavelmente, por mais que tenha inúmeras histórias para contar, seu amigo responderá com SIM ou NÃO, porque você usou uma pergunta muito fechada.

A melhor forma de perguntar sobre essa viagem seria: “Como foi a sua viagem?”. Dessa forma, seu amigo sentirá maior liberdade e responderá de um jeito mais interessante.

Para Celeste, nas nossas conversas, devemos procurar usar o famoso “LEAD” dos jornalistas e, sempre que possível, usar perguntas com:

- Quando?

- Onde?

- Como?

- Por quê?

- O quê?

4- Não se distraia com pensamentos fixos

Sabe quando estamos conversando com alguém e, de repente, temos uma ideia brilhante sobre algum argumento? Bom, se isso acontece, as chances de pararmos de ouvir a conversa para ficarmos pensando somente nesse argumento são gigantescas.

Para uma boa conversa, não se prenda em pensamentos fixos. Saiba ouvir e, a partir disso, tente responder de forma espontânea.

5- Se você não sabe, diga que não sabe

Lembra da humildade que falamos logo ali em cima? Bom, ela vale para esse item também. Se você não sabe algo, diga que não sabe. Assim, terá a chance de que a outra pessoa te explique e você passe a ter um conhecimento novo.

Além disso, quando você assume que não sabe algo, abre uma porta para que a conversa flua, deixando o outro livre para compartilhar novas ideias.

6- Não compare experiências

Você provavelmente conhece alguém que SEMPRE fala das próprias experiências, muitas vezes, defendendo que são mais intensas do que a das outras pessoas.

Pense nessa situação: você diz que está preocupado com algo no seu trabalho e a pessoa com quem você conversa responde que ela tem muitos motivos a mais para estar assim, que os problemas dela são maiores e mais graves do que os seus. Seria horrível, não é mesmo?

Por isso, não seja essa pessoa. Entenda que todas as experiências são individuais e únicas. E, mais importante que isso: às vezes, o assunto simplesmente não se trata de você, mas do outro.

7- Tente não ser repetitivo

Falas repetitivas fazem com que o ouvinte perca rapidamente o interesse. E, com isso, a conversa morre. Sempre que possível, fale de coisas novas. Se tiver que falar do mesmo tema com a mesma pessoa, use novas abordagens.

A dica é: traga sempre novidades! As pessoas gostarão de conversar com você!

8- Não se prenda demais aos detalhes

Speakers, se a história é boa, ninguém se importa com os pormenores, como datas, nomes exatos, horas... Por isso, foque no principal e esqueça os detalhes inúteis, ok?

9- Ouça com atenção

Segundo Celeste, esse é o passo mais importante para ter uma boa comunicação interpessoal: saber ouvir. Quando ouvimos, aprendemos algo novo, nos conectamos com as pessoas e, principalmente, mostramos interesse e empatia pelos outros.

Saiba ouvir e você se surpreenderá com o quão interessante podem ser as pessoas que te rodeiam!

10- Seja breve

Speakers, sejam breves! Evitem relatos muito longos. Uma boa dica é saber usar as pausas na hora de contar uma história. Nesse corre-corre em que vivemos, quase ninguém tem paciência para escutar pessoas que falam sem parar, não é mesmo?

Além disso, quando falamos muito (e longamente), corremos mais risco de nos tornarmos repetitivos e monótonos.

Você provavelmente deve estar pensando: “poxa, comunicação é tudo!”. Sim, meus caros Speakers, ser um bom comunicador influencia absolutamente todos os aspectos da nossa vida, desde o âmbito profissional até nossas relações pessoais (você viu a nossa conversa sobre Vida Amorosa e Oratória?).

Se você quer aprimorar a sua oratória, sugerimos os nossos cursos online. Nesses cursos, auxiliamos você a melhorar sua comunicação e a ter cada vez mais conversas interessantes!

Uma boa ideia é assistir ao TED completo da Celeste Headlee e ver todas as dicas de como conversar melhor!

Fonte www.thespeaker.com.br

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade