1 evento ao vivo

Você sabe se vender?

Todo profissional precisa saber se vender para conquistar novas oportunidades.

22 mar 2018
10h32
atualizado às 10h57
  • separator
  • comentários

Speakers! Como vocês estão?

Saber se autopromover é uma ferramenta necessária em praticamente todas as profissões. Em cenários como o do Brasil atual, com o mercado cada vez mais competitivo e oportunidades de emprego mais restritas, essa habilidade é um grande diferencial.

Por tudo isso, 2018 é considerado o ano da autopromoção. Desenvolver o marketing pessoal e dominar a gestão da sua própria marca são habilidades que permitirão destacar o seu perfil com estratégia e êxito, vendendo a sua própria experiência, habilidades e talentos com a finalidade de alcançar o crescimento profissional.

Esse processo exige consciência e aptidão para gerenciar os sinais que você emite para os outros, na busca de coerência e consistência com quem você realmente é e quais são seus objetivos profissionais.

Pensando nisso, selecionamos algumas dicas para você conhecer algumas técnicas de autopromoção e se destacar neste ano. Veja!

Foto: Divulgação

Conheça a si mesmo!

Para alguns, “conhecer a si mesmo” soa mais como algo filosófico do que como uma ferramenta de autopromoção, não é verdade? No entanto, para transmitir uma boa imagem para os outros – seja no seu trabalho ou em um processo seletivo para determinada vaga, por exemplo –, o primeiro passo é, sim, conhecer seu próprio perfil e ter a capacidade de traçar as próprias metas.

Afinal, como podemos transmitir nossas qualidades se nem nós sabemos quais são? Por isso, invista tempo em uma autoanálise para identificar quais são as principais características do seu perfil profissional, combinando conhecimento, habilidades, atitudes e ideais. Isso te ajudará a descobrir as oportunidades que melhor se ajustam à sua experiência, competência e caráter.

Elabore uma estratégia de marca

Uma boa ferramenta para aprender a se autopromover é elaborar uma estratégia de marca. Um termo muito comum no marketing é o brand awareness, que significa consciência de marca. Em outras palavras, é a percepção que o consumidor tem sobre determinada empresa, a forma como clientes veem seus produtos e o grau de confiança que depositam na marca.

Na autopromoção, a ideia é mais ou menos a mesma. Após definir aquelas qualidades que te fazem único a nível profissional, aprenda a usá-las a seu favor. Você deve pensar em como quer que os outros te vejam – sejam clientes, colegas de trabalho, chefes ou entrevistadores para vagas de emprego. Elabore ideias-chave para si mesmo e tenha sempre em mente uma forma de apresentar-se para os demais.

Defina seus objetivos

Esse passo não é importante apenas como uma forma de organizar seus próprios anseios, mas também para transmitir suas expectativas para os outros. Se você já passou por uma entrevista de emprego, provavelmente já teve que lidar com a pergunta “como você vê a si mesmo daqui a alguns anos?”.

Ao saber o que responder quando for questionado sobre isso, você será capaz de transmitir confiança e organização. Qualidades que são ideais para crescer no ambiente profissional (e pessoal também, por que não?).

Estabeleça suas metas a curto, médio e longo prazo e encontre um posicionamento para sua imagem pública. A sua marca será construída a partir do que você transmite e das reações que causa nos demais.

Publique seu trabalho

Você já ouviu o ditado que diz “quem não é visto não é lembrado?”. Pois bem, na atualidade, com todas as plataformas disponíveis na web, isso é bastante verdade. Para se autopromover, faça um bom portfólio. Coloque nele os trabalhos que você considera como mais relevantes e o tenha sempre atualizado.

Escolha a melhor plataforma para o seu negócio e divulgue seus trabalhos na web. Lembre-se que, hoje, o marketing digital é indispensável para todos os tipos de atividades. Para quem está no início da carreira, vale a pena escrever artigos sobre sua área de atuação num blog ou no LinkedIn, por exemplo. Com isso, você mostra que realmente entende do assunto ao qual se dedica.

Esses são exercícios que contribuem para uma conexão com você mesmo e com seu público. Inclua uma minibiografia ao final de cada publicação e utilize esse cuidado para desenhar uma imagem de como você quer ser visto.

Valorize o seu próprio trabalho

Em cenários difíceis como o de hoje no Brasil, os profissionais tendem a desvalorizar seus próprios trabalhos, cobrando preços muito abaixo do mercado na tentativa de conseguir mais clientes.

Isso pode até funcionar para algumas pessoas, mas, a longo prazo, é bastante prejudicial para a sua imagem. Os especialistas em autopromoção costumam dizer: “não seja o profissional mais barato do mercado”. Ao invés disso, invista em formas de fazer com que o seu trabalho tenha diferenciais em relação aos outros.

Uma boa dica para qualquer segmento ou atividade é pesquisar quanto seus concorrentes estão cobrando. A partir disso, encontre um preço que seja viável para você e seus clientes, sem desvalorizar a si mesmo, ok?

Uma boa oratória está diretamente relacionada à capacidade de se autopromover. Pensando nisso, não deixe de investir tempo para aperfeiçoar as suas habilidades de comunicação!

Fonte:

www.thespeaker.com.br

The Speaker

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade