PUBLICIDADE

Quais são os tipos de oratória e como desenvolver?

As habilidades de comunicação são algumas das mais valorizadas e requisitadas, já que caminham lado a lado da inteligência emocional.

21 jun 2021 08h00
ver comentários
Publicidade

Speaker!

Você já reparou no quanto a maneira como nos comunicamos vem mudando? Pense em seu dia a dia: é provável que você utilize muitas mensagens de texto e poucas ligações, estou certa?

A comunicação está em constante movimento. As pessoas se transformam, as relações sociais se modificam e a forma como nos expressamos se adapta a tudo isso.

O conceito de oratória não foge a essa realidade: se, por muito tempo, ele era atrelado apenas à “arte de falar em público”, já se sabe, agora, que existem diferentes tipos de oratória.

Quais tipos são esses? E, mais: como desenvolvê-los e aprimorar a sua comunicação? É sobre o que falo na nossa conversa de hoje!

Foto: Internet

Quais são os tipos de oratória?

O dinamismo da comunicação faz com que a oratória seja dividida em diferentes tipos. Há aqueles que a dividem segundo o contexto: oratória política, religiosa, social, forense e tantos outros...

Há, por outro lado, outras maneiras de conceituar a oratória, considerando a intenção do comunicador ou as ferramentas que ela nos dá. Nesse sentido, podemos citar os seguintes tipos:

  • Oratória persuasiva
  • Oratória de alto impacto
  • Oratória digital

Pensar na oratória segundo o contexto (política, social, entre outros) implica em considerar que determinadas técnicas só são eficientes para um perfil específico de comunicadores. Por isso, prefiro pensar na oratória pelas ferramentas que possui.

A oratória persuasiva, por exemplo, pode ser usada em diferentes contextos, já que todos nós – seja qual for cargo, profissão, nicho – precisamos defender nossas ideias em algum momento.  

Já a oratória de alto impacto, por sua vez, tem um conjunto de ferramentas para potenciar uma situação de exposição de fala: um PITCH, um painel em reunião, uma entrevista, uma apresentação em público.

A oratória digital acontece no online, quando há uma tela entre o comunicador e a audiência. Ela se tornou uma das ferramentas mais determinantes no cenário atual, em tempos de relações e trabalhos remotos.

Como saber qual tipo de oratória você precisa desenvolver?

Persuasiva? De alto impacto? Digital? Qual desses tipos de oratória você precisa desenvolver? Para responder a essa pergunta, considere suas urgências, suas demandas, aquilo que é mais desafiador no seu cotidiano.

No entanto, tenha em mente: a oratória é um conjunto de técnicas que se complementam. Isso significa que, no processo para se tornar um bom comunicador, você desenvolve os diferentes tipos de oratória.

Seja qual for o tipo de oratória que você decida priorizar, é importante trabalhar os três pilares centrais para todos eles:

  • A expressão vocal
  • A expressão corporal
  • A mensagem

Para persuadir, para ter alto impacto e também para uma boa presença no digital, será necessário desenvolver esses três pilares básicos e centrais. Afinal, eles estão ligados tanto à linguagem verbal quanto à não-verbal.

O que fazer para aprimorar sua oratória?

As habilidades de comunicação são algumas das mais valorizadas e requisitadas, já que caminham lado a lado da inteligência emocional, da capacidade de trabalhar em equipe e de lidar bem com todo o dinamismo moderno. Como desenvolvê-las?

A maneira mais completa e assertiva para aprimorar a sua comunicação é através de um treinamento em oratória. Nele, estão incluídas etapas fundamentais para desenvolver competências da comunicação, a saber:

  • Um feedback de especialistas em comunicação
  • Uma análise dos pontos fortes e fracos
  • A criação de um processo personalizado segundo o seu perfil e necessidades
  • A familiarização com técnicas de organização de raciocínio

Também há ações que você pode passar a adotar em seu cotidiano, como, por exemplo: assistir a vídeos de comunicadores para tentar identificar as técnicas que utilizam e gravar-se em vídeo, analisando o seu próprio material.

Por que desenvolver a oratória?

A resposta é simples: porque somos julgados pela maneira como nos comunicamos. Um profissional que sabe muito sobre algum tema, mas não consegue falar sobre ele de uma forma atrativa, está muito abaixo das exigências atuais.

Por outro lado, um profissional que se expressa bem é percebido como alguém que transmite confiança, autoridade e eficiência. Todas essas características são determinantes para ascender, seja a nível pessoal ou no trabalho.

 

Ficou com alguma dúvida sobre os tipos de oratória? Fale comigo!

Fonte:

www.thespeaker.com.br

The Speaker
Publicidade
Publicidade