3 eventos ao vivo

Por que tantas pessoas têm medo de gravar vídeos?

Você é uma daquelas que pessoas que se paralisam quando estão em frente às câmeras? Então esse artigo será essencial na sua jornada.

20 jul 2020
08h00
atualizado às 18h29
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Olá, Speaker!

Você é uma daquelas que pessoas que se paralisam quando estão em frente às câmeras? Pois saiba que isso é muito mais comum do que se imagina e acontece até mesmo com comunicadores experientes.

Há uma grande diferença entre situações de exposição de fala presenciais e aquelas que acontecem via web, isto é, de maneira online. A simples presença de uma tela ou uma câmera já modifica (e muito) o contexto.

Todas essas diferenças podem aumentar a insegurança e interferir em sua performance como comunicador. Sabendo disso, na nossa conversa de hoje, vou explicar de onde vem o medo de gravar vídeos.

Além disso, separei algumas dicas importantes para se sair melhor em gravações. Confira!

Foto: Shutterstock

Por que tantas pessoas têm medo de gravar vídeos?

Para entendermos esse medo – ou nervosismo – que aparece quando estamos diante das câmeras, é importante pensarmos em dois aspectos:

A dinâmica não-falada
A falta de preparo

- Dinâmica não falada

Essa tal dinâmica se refere a tudo aquilo que expressamos sem necessariamente usar palavras: gestos, olhares, sorrisos, posturas, expressões faciais, tons de voz... Esses sinais são emitidos tanto pelo comunicador quanto pela sua audiência.

Mesmo que seja de forma inconsciente, nosso cérebro analisa esses sinais. A partir disso, temos algum retorno sobre o que estamos dizendo, isto é, se somos entendidos, se as pessoas parecem concordar conosco ou não...

Nos vídeos, essa dinâmica permanece restrita ao comunicador. Em outras palavras, ele não tem um retorno imediato do seu público-alvo. E esse aspecto tende a aumentar sensações de medo ou de nervosismo.

- A falta de preparo

Há uma grande defasagem no que se refere à preparação de profissionais para a parte comunicacional de suas atividades. Isso vale tanto para situações presenciais quanto para aquelas que ocorrem no digital.

Logo, o medo das câmeras, por assim dizer, também está relacionado a uma competência nova, para a qual, muitas vezes, não fomos devidamente orientados e treinados.

Isso significa que à medida que nos informamos, que praticamos e nos familiarizamos com o formato digital, o medo e o nervosismo diante das câmeras tendem a diminuir consideravelmente.

Se você trava ao apertar o botãozinho de gravar, pode ser um sinal claro de que precisa pesquisar e praticar mais para aprimorar essa competência.

Dou umas dicas importantes no próximo tópico. Confira!

Como gravar vídeos?

Para que você se acostume, se familiarize e, sobretudo, aprimore suas habilidades de gravação de vídeo, é determinante dar atenção à parte prévia. Isso implica em planejar o seu conteúdo e, ainda, pensar na melhor maneira de transmiti-lo.

Diante disso, algumas técnicas e dicas são valiosas:

  • Faça um roteiro para a sua fala, organizando o conteúdo em palavras-chave e tópicos bem definidos;
  • Adapte esse conteúdo ao digital, usando frases curtas e selecionando apenas informações realmente indispensáveis;
  • Escolha o melhor enquadramento para a sua câmera: uma parede neutra, com poucas distrações, é uma boa opção;
  • Se posicione de uma maneira na qual consiga transmitir seus gestos;
  • Garanta que tanto o microfone quanto a câmera tenham o padrão de qualidade necessários para a gravação de vídeo;
  • Pratique a sua fala quantas vezes puder;
  • Grave a sua fala até chegar à sua melhor versão;
  • Edite o vídeo se necessário, tomando cuidado para não abusar dos efeitos de som e imagem.

Ao seguir esses passos, a gravação de vídeo tenderá a ser um desafio muito mais fácil de superar. Aliás, com o tempo, você deixará de ver as gravações como um desafio, encarando-as como oportunidades de transmitir informações e opiniões.

Para desenvolver e aprimorar competências ligadas à comunicação digital, um treinamento em oratória é uma boa escolha. Se quiser tirar dúvidas sobre esse assunto, entre em contato com a minha equipe!

 

Fonte:

www.thespeaker.com.br

Veja também:

Black Friday: Guia dos melhores rótulos de vinhos
The Speaker
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade